Home / Casas de Escritores /

7 casas que inspiraram grandes escritores

casas

7 casas que inspiraram grandes escritores

Mídia Kit Blog Mundo de Livros
 

Grandes autores não foram feitos apenas por sorte. Por detrás de cada máquina de escrever existiu sempre uma história pronta a criar outras histórias. E, como em qualquer história, a vida destes autores contou com intrigas, personagens, romance e, claro, sítios extraordinários que foram passados a tinta e papel.

É por essa mesma razão que neste post falamos de 7 grandes autores da literatura internacional e nos focamos em casas que inspiraram de tal forma as suas obras que ainda hoje é possível encontrar referências óbvias.

Em alguns casos, como poderemos ver, estas casas não foram realmente os lares de autores mas foram apreciados de longe e serviram de inspiração. Outros foram o cenário perfeito para as mais puras extravagâncias. E há ainda aqueles que, mesmo depois da vida, continuaram a repousar no sítio que os viu crescer.

Casas que inspiraram a escrita dos seus escritores favoritos

George Eliot

eliot

Nascida com o nome de Mary Ann Evans, esta célebre autora britânica preferiu escolher o pseudónimo George Eliot para assinar os seus livros, nome pela qual é ainda hoje recordada. Quando era jovem, cresceu perto de Arbury Hall, onde o seu pai trabalhava como caseiro e, mesmo distante do mundo da alta sociedade, assistia de longe a tudo o que acontecia na enorme mansão gótica. Interessada pela história do próprio edifício, Eliot fez as suas investigações e fê-las passar para o papel. Nunca imaginou que os seus livros viriam um dia a estar na biblioteca de Arbury Hall, que tantas vezes visitou na companhia do pai.

Jane Austen

jane austen

Conhecemos Jane Austen dos romances clássicos como Orgulho e Preconceito, Sensibilidade e Bom Senso e Emma. No entanto, sabia que a própria Jane Austen viveu numa quinta muito parecia com aquela habitada pela personagem Elizabeth Bennet? Com o nome de Chawton, a casa é hoje um museu e retém no ar a atmosfera da típica casa de campo. O banquinho de três pernas, na sala de estar, onde Jane se sentava para escrever, ainda continua lá à vista de todos.

Agatha Christie

Com uma excelente vista para o rio Dart, em Devon, a casa Greenway pertenceu durante alguns anos a Agatha Christie. Esta casa de estilo georgiano chega até a estar presente em algumas das suas obras e foi o cenário principal de algumas pré-publicações de Christie. A Rainha do Crime, como é ainda hoje chamada, costumava ler capítulos inéditos do policial que estava a escrever e testava-os junto da família e amigos, para perceber se alguém conseguia perceber quem era o assassino.

Lord Byron

byron

A Abadia de Newstead conta com uma paisagem incrível: lagos, jardins e um parque excelente para passeios em família. Em 1798, estava quase em ruína quando Lord Byron herdou a propriedade, tinha então 10 anos. Após a remodelação da casa, o poeta fez desse o seu lar ancestral, organizando festas, partidas de tiro ao alvo nos corredores e trazendo para dentro das suas paredes ursos e lobos domados.

Alexandre Dumas

dumas

Já todos conhecemos a história do clássico livro de Alexandre Dumas O Conde de Monte-Cristo. Mas sabia que o próprio autor viveu numa casa que se chamava Château de Monte-Cristo? Na verdade, quem não conhecer a história pode-se enganar facilmente. A casa foi nomeada em homenagem ao livro e não o contrário. Infelizmente, as coisas não correram muito bem a Dumas. Apesar da casa ter sido construída em 1846, foi vendida dois anos mais tarde, uma vez que o escritor francês não tinha dinheiro suficiente para a manter. Na altura, a extravagância de Dumas atingiu tais proporções que chegou a construir uma segunda casa, junto à principal, onde se ocuparia apenas à escrita.

Goethe

goethe

A casa Goethe, em Frankfurt, Alemanha, foi a residência de Johan Wolfgang von Goethe, o célebre autor alemão de livros como Fausto e Torquato Tasso. Na sua autobiografia Out of my life: poetry and truth, o autor foca-se em especial nos anos que viveu aqui, até toda a família deixar a casa em 1795. Recentemente,  a casa foi transformada num museu que presta homenagem à obra de Goethe e à arte da época.

Tolstoy

tolstoy

A propriedade Yasnaya Polyana pode não dizer muito por si só, mas na verdade este é o nome do local onde Lev Tolstoy passou a maior parte da sua vida e onde escreveu alguns dos clássicos mais célebres da literatura mundial, como Guerra e Paz e Anna Karenina. Propriedade da família do escritor russo desde o início do século XIX, foi nesta casa que Tolstoy nasceu, viveu e está atualmente sepultado.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock
 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *