Home / Archives /

Clássicos da Literatura

Clássicos da Literatura / 48 posts encontrados

clássicos da literatura em ebook

Mais de 20 clássicos da literatura em ebook (muito baratos)!

Neste post trazemos até si mais de 20 clássicos da literatura em ebook e disponíveis a um preço imperdível. Estes livros são incrivelmente mais baratos por estarem em suporte digital e podem ser lidos em qualquer dispositivo móvel ou até mesmo no computador.

Os amores, os desgostos e a escrita de William Faulkner

O reputado escritor norte-americano William Faulkner começou o seu trabalho na poesia, mas foram os romances que lhe trouxeram reconhecimento. Com uma lista de obras que incluem The Sound and the Fury ou Sanctuary, o autor conquistou os maiores prémios literários, gravando para sempre o seu nome na história da literatura. Ao longo deste capítulo, voltámos atrás no tempo para conhecer William Faulkner, Prémio Nobel e vencedor de dois Pulitzers.

Virginia Woolf: a vida tormentosa da escritora que “ouvia vozes”

A escritora britânica Virginia Woolf nasceu no dia 25 de janeiro de 1882, numa elegante casa em Kensington, Londres (Reino Unido), propriedade da família Stephen, então muito distinta na sociedade. O facto engraçado desta história é que os pais de Virginia só se casaram após enviuvarem de primeiros casamentos, dos quais já tinham filhos.

Camilo Castelo Branco: o expoente do romantismo português

O escritor Camilo Ferreira Botelho de Castelo Branco nasceu a 16 de Março de 1825, em Lisboa, na freguesia dos Mártires. Os seus pais, Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco e Jacinta Rosa do Espírito Santo, batizaram-no na Igreja dos Mártires, no dia 14 de Abril de 1825, tendo tido como padrinhos o Dr. José Camilo Ferreira Botelho, de Vila Real, e aa Nossa Senhora da Conceição.

Jane Austen: os amores que escreveu e os que ficaram por viver

Apesar de ter escrito frequentemente sobre amor, com pitadas de sátira e crítica social, Jane Austen nunca casou… embora não lhe tenham faltado oportunidades para tal. Pela altura da sua morte, tal como aconteceu com a irmã Cassandra, continuava solteira, dedicando-se às histórias de amor que tinha passado para o papel. Conheça a biografia desta ilustre autora britânica.

Leon Tolstoy: o homem sem jeito para nada, excepto para as letras

Corria o ano de 1828 quando nasce Leon Tolstoy, num local chamado Yasnaya Polyana. Não, este não é o nome de uma cidade ou vila provinciana russa, mas sim o nome da propriedade da família Tolstoy, em Tala. Sendo o mais novo de quatro rapazes, não se pode dizer que a infância do pequeno Leon tenha sido fácil. Dois anos após o seu nascimento, a mãe morreu. Apenas sete anos depois acontece a morte do pai, que deixa assim os filhos entregues à tutela de uma tia que vivia em Kazan.

Charles Dickens, Oliver Twist e o fim da inocência da infância

O nome de Charles Dickens é por demais conhecido entre todos os amantes de literatura. Afinal, quem não se recorda das histórias de "Oliver Twist" ou "Um Conto de Natal"? O britânico nasceu no ano de 1812, em Portsmouth, e era o segundo filho de uma família de oito irmãos. O pai era um funcionário naval que sonhava ser rico; a mãe queria ser professora e dirigir uma escola. Apesar de nunca terem conseguido cumprir os seus objetivos, até certo ponto, o casal foi feliz.

Tom Saywer e as (muitas) aventuras de Mark Twain

Chamava-se Samuel Langhorne Clemens, nasceu em 1835, na Florida, e costumava assinar como Mark Twain. A assinatura eternizou-se em obras que se transformaram em clássicos da litetatura norte-americana: falámos, por exemplo, de As Aventuras de Tom Sawyer e As Aventuras de Huckleberry Finn. Mas Clemens não foi só escritor: de capitão a jornalista, foi empreendedor e até inventor. Neste post, fazemos uma breve súmula dos episódios mais marcantes da sua vida.

Ilíada: o berço da esquizofrenia literária

A Ilíada de Homero constitui a origem da tradição literária europeia. Envolto em polémicas quanto à sua estrutura, autoria e conteúdo, é, no entanto, unânime quanto à qualidade literária e longevidade daquele poema que constitui o início da lista de clássicos essenciais, que todos os apaixonados pelas letras deveriam ler.

Fiodor Dostoiévski: uma vida repleta de infortúnios

Estamos no ano de 1821, em plena Rússia moscovita, quando no dia 30 de outubro nasce um dos mais emblemáticos escritores de sempre da literatura mundial: Fiódor Dostoiévski. Era o segundo de sete filhos de uma família liderada pela mão forte do médico Mikhail Dostoiévski e da sua esposa Maria. Porém, a história do autor de Crime e Castigo não foi tranquila. A primeira tragédia aconteceu quando tinha cerca de 16 anos e a sua mãe faleceu subitamente, vítima de tuberculose.

O Deus das Moscas: um relato de uma sociedade infantilizada

Estávamos no ano de 1954 quando, depois de inúmeras portas fechadas, o praticamente desconhecido William Golding conseguia publicar o seu primeiro romance. Após um relativo sucesso em Inglaterra, Deus das Moscas chegou aos Estados Unidos e aí rapidamente ascendeu à categoria de clássico da literatura. Mais tarde, deu origem a dois filmes e foi peça fundamental para que o escritor vencesse o Nobel de 1983.