Home / Archives /

Cultura e Sociedade

Cultura e Sociedade / 52 posts encontrados

O livro de filosofia que foi escrito a partir do WhatsApp

Os filósofos brasileiros Clóvis Barros Filho e Júlio Pompeu, cada um deles munido com um smartphone com WhastApp, decidiram envolver-se numa longa conversa de mensagens de voz que foi suficiente para que escrevessem um livro… através do WhatsApp.

Afinal a geração Millennium prefere livros de papel em vez de e-books

Se vê a geração Millennium como um grupo de jovens encantados com os seus smartphones e tablets, vai querer pensar duas vezes depois de ler este artigo. De acordo com um novo estudo, 92% dos estudantes universitários preferem fazer a sua leitura da maneira tradicional, com páginas de papel em vez de pixéis. Saiba mais neste post.

Jornalismo e Literatura: (des)vantagens de uma dupla escrita

Ao longo de 128 páginas Helena Sousa Freitas explora uma relação polémica que envolve duas vertentes da escrita. O tema da sua primeira obra individual é "Jornalismo e Literatura: Inimigos ou Amantes". Um ensaio permite a discussão do jornalismo sobre novas perspectivas.

Crise: 10 livros para vencer a crise económica

Apanha-nos desprevenidos e pode revolucionar a nossa vida de forma muito negativa: estamos a falar da crise económica. Se acabou de lançar um negócio e teme que não sobreviva a águas turvas ou até mesmo se já tem uma empresa sólida mas tem medo que não sobreviva à crise, recomendamos que respire fundo e leia com atenção os parágrafos que se seguem.

Chico Buarque: será que vale a pena chorar sobre Leite Derramado?

"Chorar sobre leite derramado" é uma expressão muito comum que todos ouvimos, pelo menos, uma vez na vida. A frase é normalmente empregue quando se é confrontado com algo irremediável, quando nada resta a fazer ou não há solução. Porque é que não vale a pena chorar? Ora, porque "o que não tem remédio, remediado está" e, por isso, as lágrimas de nada servirão.

2 livros essenciais para entender os atentados do Estado Islâmico

É impossível ficar indiferente aos atentados do Deserto do Sinai, Beirute e Paris. Mas enquanto muitos encontram conforto nas notícias oficiais dos media ou nas discussões desinformadas das redes sociais, ou ainda na religião e nas manifestações públicas de solidariedade, não consigo deixar de regressar às frases, momentos, reflexões e ensinamentos que tive a oportunidade de conhecer ao ler 2 livros essenciais para quem tem interesse neste tema.

A Grande Guerra Pela Civilização de Robert Fisk

No livro A Grande Guerra Pela Civilização, o mais famoso repórter britânico no Médio Oriente explica com sabedoria as raízes dos acontecimentos das últimas décadas em relação ao conflito mundial que teve apenas mais um episódio em Paris. Infelizmente, as conclusões são péssimas: todos temos culpa no cartório desde há muitos longos anos.

Dentro da mente dos terroristas: O Palestiniano de Antonio Salas

Uma das perguntas que mais ouço quando se abordam os mais recentes atentados cometidos pelo Estado Islâmico é: “Como é que existem pessoas capazes de cometer estes actos terroristas sobre pessoas inocentes?”. Se queres saber a resposta, então tens de ler O Palestiniano de Antonio Salas. É um livro notável para a compreensão do momento actual da Humanidade e que vale cada palavra, vírgula, ponto final.

A Cultura Inculta e o declínio da cultura geral

"A falha em ler bons livros tanto enfraquece a nossa visão como fortalece a nossa tendência mais fatal – a crença de que o aqui e agora é tudo o que existe". É com este excerto, retirado do livro A Cultura Inculta, de Alan Bloom, que iniciamos a review a esta obra editada nos Estados Unidos em 1987.