Home / Archives /

Lendas da Literatura

Lendas da Literatura / 45 posts encontrados

5 curiosidades sobre grandes escritores que você nunca imaginava

Dizem que escritores são excêntricos, e artistas também. No entanto, você talvez não tenha ideia do que estes cinco ícones da Literatura faziam. Antes de se achar estranho, pense em Virginia Woolf, James Joyce, F. Scott Fitzgerald, Agatha Christie e Ernest Hemingway. Confira!!

O céu marroquino de Paul Bowles regressa às livrarias

Publicado pela primeira vez em 1952, o romance Deixa a Chuva Cair de Paul Bowles chegou novamente às livrarias pela editora Quetzal. E fica assim disponível para qualquer leitor reler esta bela homenagem a Tânger e Marrocos, onde o autor viveu grande parte da sua vida.

Anaïs Nin: A celebração da amante

Apesar do que nos diz hoje a neurociência e vários outros exemplos contrários à psicanálise foi a partir dos divãs - na virada do século XIX para o século XX - com receitas de cocaína à mão comprada em farmácias, que se chegou hoje ao que chamamos hoje de feminismo e libertação sexual. Nesse contexto é que viveu a escritora Anaïs Nin.

Confira agora Top 5 Livros sobre Mitologia

Se você, como eu, tem uma paixão por mitologia, eu gostaria de te indicar 5 dos melhores livros que conheço sobre o tema, envolvendo culturas de diferentes lugares do mundo, especialmente Grécia, Roma, Egito e países nórdicos que são as mitologias mais conhecidas. Vamos lá? Obs.: Não coloquei os livros em ordem de preferência.

O beijo que Puig me deu

Assim como a língua transmite também suas bactérias, através da sincope fonética, do léxico e da organização semântica é que se destrói e se constrói, de forma igualmente eficaz, os signos e a noção de “mundo” de um povo. E da mesma forma, através desse mesmo canal, podemos estabelecer um paralelo entre as manifestações artísticas e culturais desse mesmo povo. Percebi isso, no dia que recebi o beijo de Puig. Até aquele dia não conhecia muito da obra desse brilhante argentino, além de saber que havia uma adaptação de seu livro mais conhecido para o cinema – pelo também argentino, o diretor Hector Babenco - premiada em Cannes nos anos oitenta: O beijo da mulher aranha.

O primeiro livro do mundo: a Epopeia de Gilgamesh

O livro impresso só surgiu no século XV, mas antes, muito antes, foram escritas várias obras literárias, registradas em diferentes suportes. A mais antiga, oficialmente, é a história – ou o poema – de um rei sumério chamado Gilgamesh. Nesse remoto relato já se veem grandes temas da existência humana: coragem, amizade, inveja, amor e, notadamente, a busca pela Eternidade – ou pela compreensão da finitude, e também a espiritualidade. Confira a visão da Leila Krüger sobre este clássico!

A Crucificação e a Canção de Henry Miller

Que seus detratores o acusem de pornógrafo, de misógino, de preconceituoso - tudo bem. Que muitos países tenham fechado as portas a sua obra; considerando-a muitas vezes obscena, de mau gosto, e mesmo assim, viessem a publicá-las décadas depois - tudo bem também. Porém, ninguém há-de negar que o escritor norte-americano Henry Miller (1891-1980) foi para a virada do século XIX, para o século XX, um modelo de romantismo.

Contos de Fadas: conheça a sombria versão original de A Branca de Neve

Este artigo é dedicado totalmente à versão original do conto Branca de Neve, cuja primeira versão foi escrita em 1810 pelos irmãos Grimm, e faz parte de uma série de posts dedicado a alguns dos mais mágicos e adoráveis contos de fadas de sempre.

Contos de fadas: conheça a sombria versão original do conto Chapeuzinho Vermelho

Este artigo é dedicado totalmente à versão original do conto Chapeuzinho Vermelho (conhecido em Portugal por Capuchinho Vermelho) e faz parte de uma série de posts dedicado aos adoráveis contos de fadas. Os irmãos Grimm criaram uma versão deste conto, mas o original é de Charles Perrault e foi publicado em 1697 com o título de Le Petit Chaperon Rouge.