Home / Archives /

Reviews de Livros

Reviews de Livros / 34 posts encontrados

Os Filhos da Droga: o relato impressionante de Christiane F.

Droga. Um vício que não faz distinção entre cor, estrato social ou religião. Um flagelo a que ninguém fica indiferente. Uma vida de degradação envolta em mentira, sofrimento, alucinação, histeria, solidão... Tudo isto é abordado num dos livros mais míticos sobre este fenómeno. Hoje recordamos Os Filhos da Droga que conta a história singular de Christiane F. para consciencializar todos os leitores.

Leite e Mel: uma obra feminista para todos os leitores

Já muito se tinha dito acerca do livro Leite e Mel de Rupi Kaul quando o Eduardo finalmente o decidiu comprar. O sucesso do livro precedia-o: trata-se de uma coletânea de poesia, prosa e ilustrações feitas à mão que abordam diferentes temas desde o feminismo à perda, contemplando ainda assuntos como amor, trauma e recuperação. Hoje, o Eduardo partilha convosco a sua opinião acerca do livro.

Harry Potter and the Cursed Child: a maldição da inconsistência

O muito aguardado livro Harry Potter and the Cursed Child, que continua a história do Rapaz Que Sobreviveu e do seu filho, chegou às livrarias no dia 31 de julho de 2016. Neste post, o Eduardo dá a sua opinião sobre os pontos positivos desta obra e sublinha ainda tudo aquilo de que não gostou. Atenção este post contém SPOILERS para todos os que não leram o livro.

A Darker Shade of Magic: Londres e magia como nunca antes vimos

Para quem é fã de literatura fantástica, tem um fascínio especial pela cidade de Londres e uma paixão assumida pela magia, então não haverá certamente melhor livro para ler do que A Darker Shade of Magic, da jovem autora norte-americana Victoria E. Schwab. Esta obra preenche todos os requisitos mencionados acima… mas de uma forma de que não está à espera.

Hermann Hesse e o livro que conta a misteriosa Viagem ao País da Manhã

Tal como referido na nota introdutória deixada pela tradução, o conteúdo de Viagem ao País da Manhã é altamente subjetivo. A história em si é relativamente simples, mas os contornos estranhos em que se desenrola e a falta de informação concreta sobre o que se passa realmente, dão origem a uma enorme margem especulativa. Assim, independentemente das interpretações que possamos encontrar, (tal como acontece na maioria dos livros) o melhor a fazer é ler e tirar as suas próprias conclusões.

A História de uma Serva: uma distopia de extremos machistas

Neste livro, que li em apenas dois dias, somos introduzidos a uma sociedade distópica, mudada radicalmente por uma revolução teocrática. Uma visão aterradora que nos mostra como poderia ser o mundo se a mulher fosse apenas um instrumento usado para engravidar, embelezar ou cuidar das lidas domésticas.

Divergente: e se o mundo fosse dividido pelas capacidades das pessoas?

Em Divergente, o primeiro de três livros da saga de Veronica Roth, somos introduzidos a uma narrativa cativante numa cidade de Chicago alternativa, isolada do resto do mundo por muros que a protegem dos perigos do exterior. Conheça toda a review feita, sem spoilers, para saber se vale ou não a pena ler este livro!

As Brumas de Avalon: cavaleiros, irmãs feiticeiras e espadas míticas

Hoje, dez anos depois de ter lido a saga As Brumas de Avalon, volto a revisitar o mundo de Camelot, a passar por entre o seu manto de neblina e a contar-vos a história do Rei Artur e da sua meia-irmã Morgaine. Pelo menos, segundo a perspetiva de Marion Zimmer Bradley.

A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha: Lisbeth Salander está de volta

Sabia que não seria fácil calçar os sapatos de Stieg Larsson mas tenho de reconhecer que, de forma geral, David Lagercrantz conseguiu preencher a posição de forma razoável ao contar a história de Lisbeth Salander em A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha. Eis a review daquilo que gostei e não gostei neste livro.