Home / Archives /

Reviews de Livros

Reviews de Livros / 36 posts encontrados

The Right Short: uma história contada em 280 tweets

E se David Mitchell escrevesse um livro que estivesse dividido em segmentos de 140 caracteres, ou seja, em tweets? A ideia seria aplicada durante a fase de promoção do novo livro do autor, intitulado The Clock Bones. Porém, para grande surpresa de todos, a The Right Short acabou por se tornar num grande sucesso por si só.

A Rapariga no Comboio, o tão aclamado thriller de 2015

A Rapariga no Comboio é um daqueles livros que se lê em dois ou três dias. Com cerca de 320 páginas, o livro parece um comboio que parte a um ritmo desenfreado e aos solavancos, ameaçando descarrilar a qualquer momento. A história é contada sobre a perspetiva de três mulheres diferentes que têm algo em comum, apesar de nenhuma delas o saber. Os críticos consideram-no o thriller do ano.

No Café da Juventude Perdida: um livro de Patrick Modiano que fala de identidades

Juventude, memória e identidade. Estes são três dos temas comuns às obras daquele que é reconhecidamente o maior escritor francês da atualidade. Neste artigo, falamos-lhe de No Café da Juventude Perdida um livro de Patrick Modiano, autor que, em 2014, recebeu o Prémio Nobel da Literatura.

Daniel Domscheit-Berg leva-nos aos Bastidores da WikiLeaks

Com uma visibilidade expandida pelos meios de comunicação social, os documentos divulgados pelo WikiLeaks chocaram o mundo. Até aqui nada de novo. Mas será que sabe quais são os segredos por detrás da organização? E quais terão sido os motivos que justificaram a sua ação? Em Nos Bastidores da WikiLeaks encontra resposta para ambas as perguntas.

This Changes Everything: o aquecimento global segundo Naomi Klein

No livro This Changes Everything, Naomi Klein apresenta uma explicação brilhante de como a crise climática nos desafia a abandonar a ideia de “mercado livre” para restruturar a economia e repensar sistemas políticos. Com esta obra, Klein pretende lançar o debate sobre o futuro, defendendo que as mudanças climatéricas necessitam de um combate radical e urgente.

Inferno: uma alegoria dantesca sobre a sobrepopulação

Uma vez que o O Símbolo Perdido se tinha revelado uma grande desilusão, não criei grandes expectativas quando saiu Inferno, o quarto livro do norte-americano Dan Brown que, uma vez mais, tem como personagem central Robert Langdon – a mesma personagem de Anjos e Demónios e O Código Da Vinci. Mas a verdade é não tinha razões para esperar menos deste livro.

Uma Morte Súbita: o início do lado adulto de Rowling

Com o último livro de Harry Potter, em 2007, a escritora britânica J. K. Rowling encerrou um capítulo da sua vida. Em 2010, voltou a lançar-se como escritora mas com algo que ultrapassa as barreiras do mundo mágico. Uma Morte Súbita apresenta-nos uma realidade brutal, com personagens que podiam ser nossos vizinhos e que não têm medo de dizer palavrões ou de fazer sexo.

A Arte da Guerra: leitura obrigatória até para não-beligerantes

Ainda que sendo um livro de estratégia militar pura, A Arte da Guerra é considerada até aos dias de hoje como uma obra de leitura obrigatória mesmo para não-beligerantes. O livro, que é reconhecido como um dos maiores legados da China Antiga e tem autoria atribuída a Sun Tzu, embora tal facto esteja envolto em alguma polémica.

Chamado do Cuco: Rowling não precisa de magia para fazer um policial

Estamos em 2013 quando um tal de Robert Galbraith lança o seu primeiro livro Chamado do Cuco, iniciando assim uma saga policial situada em Londres. Na altura do lançamento, as críticas foram boas e as vendas do livro chegaram a atingir os milhares. Ainda assim, nada previa que numa questão de horas o livro se tornasse no mais vendido da Amazon.