Home / Clássicos da Literatura /

Contos de fadas: conheça a sombria versão original do conto Chapeuzinho Vermelho

Contos de fadas: conheça a sombria versão original do conto Chapeuzinho Vermelho

 

Este artigo é dedicado totalmente à versão original do conto Chapeuzinho Vermelho (conhecido em Portugal por Capuchinho Vermelho) e faz parte de uma série de posts dedicado aos adoráveis contos de fadas.

Os irmãos Grimm criaram uma versão deste conto, mas o original é de Charles Perrault e foi publicado em 1697 com o título de Le Petit Chaperon Rouge. O começo é parecido com a versão mais conhecida da história: a mãe de Chapeuzinho Vermelho pede-lhe que leve uma cesta de doces à avó. Ao cruzar a floresta, a menina encontra um lobo que pergunta aonde ela está indo.

A inocente garotinha lhe conta, apesar de a mãe ter lhe dito para não falar com estranhos no caminho, e o lobo a engana indicando um “atalho”. Mas, na verdade, o caminho do lobo era uma viagem bem mais longa, a fim de que ele chegasse à casa da velhinha antes da menina.

O lobo chega à casa da vovozinha. Impiedosamente, ele mata a velha senhora, esquarteja seu corpo e come alguns de seus pedaços. Recolhe as roupas dela e se veste com elas, deitando-se na cama da falecida.

Chapeuzinho Vermelho chega a casa e o lobo, disfarçado de vovozinha, serve-lhe a carne e o sangue da própria avó (!!!), obviamente sem contar à criança o que acontecera.

Descontos!
 

Então, o lobo convida a garotinha a vir para a cama, mas, antes, tirar todas as suas roupas – o que confere um contexto sexual à narrativa. Nesse momento acontece o diálogo: “Como a senhora é peluda, vovó”, “que olhos grandes”, “que dentes enormes”, e o lobo retrucando as desconfianças da garota da capa vermelha.

O conto acaba com a vovozinha e a netinha devoradas e o lobo satisfeito e impune. Não há caçador para salvar Chapeuzinho Vermelho e a vovó, ele seria introduzido mais tarde pelos irmãos Grimm.

A moral da história francesa original: não desobedeça à sua mãe.

Confira também o primeiro artigo desta série de posts dedicada aos Contos de Fadas clicando aqui neste link Contos de Fadas: Eles Nem Sempre Foram Tão Belos, sem esquecer o artigo dedicado à versão original do conto A Bela Adormecida.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *