Home / Clássicos da Literatura /

Mais de 20 clássicos da literatura em ebook (muito baratos)!

Mais de 20 clássicos da literatura em ebook (muito baratos)!

 

A literatura clássica é composta por muitos títulos. Obras como Guerra e Paz, Crime e Castigo, Moby Dick e O Princípe são bem conhecidas do nosso ouvido, mesmo que nunca as tenhamos lido. Seja pelo valor histórico destas obras ou pela popularidade que vai muito além das páginas do livro, não é de admirar que já tenha ouvido falar destes livros mesmo que não façam parte da sua estante.

Porém, se ainda não leu estes títulos, está na altura de o fazer. E antes de vir com a desculpa de que são caros, deixe-me que lhe diga que temos uma solução extremamente económica: o ebook. Neste post, trazemos até si mais de 20 clássicos da literatura em ebook e disponíveis a um preço imperdível. Estes livros são incrivelmente mais baratos por estarem em suporte digital e podem ser lidos em qualquer dispositivo móvel ou até mesmo no computador.

Sem mais delongas, apresentamos de seguida esta lista com títulos memoráveis da literatura que podem agora fazer parte da sua estante digital.

Compre agora mais de 20 clássicos da literatura em ebook

Moby Dick

O marinheiro Ishmael parte numa viagem a bordo do navio baleeiro Pequod, de Nantucket, a partir da costa leste dos Estados Unidos rumo ao Pacífico Sul. É aí, na imensidão do oceano, que encontra a gigantesca baleia branca que, no passado, tinha arrancado a perna ao vingativo capitão Ahab. Um livro épico de Herman Melville que explora diferentes géneros literários, desde a narrativa de viagens ao teatro shakespeareano, passando ainda pelo sermão e poesia popular.

 

A Metamorfose

Numa manhã, ao acordar para outro dia de trabalho, Gregor vê que se transformou num insecto horrível com um dorso duro e inúmeras patas. A princípio, as suas preocupações passam por pensamentos práticos relacionados com a sua metamorfose. Depois, as preocupações passam para um estado mais psicológico e até mesmo sentimental. Apenas a irmã se digna a levar-lhe a alimentação, mas mesmo assim a repulsa e o medo também se começam manifestar. Um livro fascinante e surreal de Franz Kafka.

 

O Processo

Neste romance de Franz Kafka, a ambiguidade onírica do peculiar universo kafkiano e as situações de absurdo existencial ultrapassam todos os limites. A ação desenvolve-se num clima de sonhos e pesadelos que mistura fatos corriqueiros para tecer um enredo sobre loucura. Josef K., o protagonista deste livro, é acusado de algo que não lhe revelam e não sabe quem o acusa e com base em que lei. A verdade é que o processo de que é vítima parece seguir leis próprias: as leis do arbítrio.

 

A Ilha do Dr. Moreau

Edward Prendick, um jovem naturalista vítima de naufrágio, vê-se retido numa ilha do Pacífico onde o Dr. Moreau, ajudado por um assistente, leva a cabo experiência sinistras, criando criaturas incríveis, meio humanas, meio animais. E, numa situação em que o Homem assume um papel que de momento o ultrapassa, o de Criador, as consequências não tardam a manifestar-se de um modo incontrolável e inesperado. Uma das obras mais conhecidas de H. G. Wells.

 

Guerra dos Mundos

No final do século XIX, marcianos invadem a Terra e aterram nos arredores de Londres. À primeira vista, não parecem uma ameaça: mal se conseguem mover e não saem da cratera criada pela aterragem de sua nave especial. Mas, à medida que os seus corpos se começam a adaptar à gravidade terrestre, revelam o seu verdadeiro poder: são máquinas biomecânicas assassinas com mais de 30 metros de altura, que destroem tudo a sua volta. Um título de H. G. Wells que fez tremer o mundo após o seu lançamento.

 

Robinson Crusoé

Em Robinson Crusoé, Daniel Defoe oferece-nos o mais digno conceito de educação natural. Inspirado em factos verídicos, o livro narra a história de um homem que se vê abandonado numa ilha deserta e que, à força da coragem e da perseverança, consegue vencer todas as dificuldades e viver feliz, mesmo longe da civilização. Uma leitura clássica a fazer por todos os que apreciam histórias de aventura.

 

Drácula

Neste romance de 1897, escrito pelo autor irlandês Bram Stoker, temos como protagonista o vampiro Conde Drácula. Se gosta de literatura de terror com vampiros à mistura vai certamente apreciar este livro, já que foi a obra a inspirar todo um género literário. O livro, composto por uma série de cartas, registos de bordo e um diário, relata-nos a história de Drácula e o seu plano para se aproximar da reencarnação de uma mulher que amou há muitos séculos atrás.

 

Frankenstein

Mary Shelley, a mulher do poeta inglês Percy B. Shelley, escreveu o livro Frankenstein para participar num concurso de histórias de terror organizado por Lord Byron. Mesmo competindo com grandes génios da literatura universal, acabou por escrever esta que é uma das mais impressionantes histórias de horror de todos os tempos. A história do Dr. Victor Frankenstein e da monstruosa criatura que comcebeu tem fascinando gerações desde a sua publicação há quase dois séculos.

 

Peter Pan

Estranhas folhas de árvore no chão do quarto das crianças. Um menino vestido de folhas que aparece subitamente vindo do céu. Bem que a intuição da senhora Darlin lhe dizia que algo estava para acontecer! Os seus filhos estavam envolvidos numa incrível viagem à Terra do Nunca, onde os adultos não entram e de onde muitas crianças não voltam. Um clássico da literatura infantil, que promete deliciar também os mais crescidos. O autor J. M. Barrie é hoje recordado como um importante nome da literatura inglesa.

 

Admirável Mundo Novo

O livro Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley narra um hipotético futuro onde as pessoas são pré-condicionadas biológica e psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, dentro de uma sociedade organizada por castas. A sociedade desse futuro distópico criado por Huxley não possui a ética religiosa e valores morais que regem a sociedade atual: as pessoas drogam-se livremente, o conceito de família não existe e as crianças são introduzidas ao universo sexual desde muito cedo.

 

 

Razão e Sensibilidade

O clássico Razão e Sensibilidade é a história de duas irmãs — Elinor e Marianne, respectivamente a “racional” e a “sensível” —que, após a morte do pai, se têm de adaptar a um estilo de vida mais modesto, numa sociedade inteiramente dirigida pelo status social. Quando o pai morre, a propriedade da família passa para John, o único filho homem, e as mulheres Dashwood vêem-se em circunstâncias adversas. Uma obra de Jane Austen que continua a ser intemporal.

 

O Príncipe

O Príncipe, escrito em 1513, é um livro polémico, perigoso e revolucionário. Este manual, escrito por Nicolau Maquiavel, é como um manual para o político. O Princípe é sem sombra de dúvidas um dos tratados políticos mais fundamentais elaborados pelo pensamento humano e que tem papel crucial na construção do conceito de Estado como modernamente conhecemos. Uma leitura que não perde a atualidade e que nos ajuda a perceber a essência do ser humano.

 

Ben-Hur

O romance épico Ben-Hur – Uma História dos Tempos de Cristo, publicado em 1880, procura ser uma narrativa moral e inspiracional. Neste livro acompanhamos a vida de Judá Ben-Hur, contemporâneo de Jesus Cristo. Numa região fortemente romanizada, um rico comerciante, Ben-Hur, é feito escravo após ser acusado de crimes pelo seu amigo Messala. Condenado à escravatura, decide procurar a sua oportunidade de vingança e acaba, pelo caminho, por encontrar uma vida espiritual.

 

Ivanhoé

Ivanhoé é um romance do escritor escocês Walter Scott, publicado pela primeira vez em 1820. Nesta obra é narrada a luta entre saxões e normandos, assim como as intrigas de João Sem Terra para destronar Ricardo Coração de Leão. É considerado o primeiro romance histórico do romantismo. Nele os valores da cavalaria medieval são enaltecidos, assim como o heroísmo inglês. Se gosta de história e literatura, é o romance ideal para regressar à Idade Média e viver aventuras de cavalaria.

 

Crime e Castigo

Publicado em 1866, Crime e Castigo é considerado o maior clássico dos thrillers psicológicos, bem recebido numa grande diversidade de idiomas e culturas, encantando o público das mais variadas orientações ideológicas, de ateus a cristãos fanáticos, de políticos conservadores a radicais. A história segue um estudante e homicida constantemente perseguido pela sombra da memória do seu crime. O amor, julgamento, paixão, razão, crime e o castigo: temas abordados na obra de Dostoiévski.

 

O Grande Gatsby

Este clássico de F. Scott Fitzgerald retrata a alta sociedade de Nova York na década de 1920, com a sua riqueza sem precedentes e festas ao som do jazz. O sol em ascensão desse universo cintilante e musical é o enigmático milionário Gatsby, ao redor do qual orbitam três casais glamorosos e desencontrados, num enredo denso, repleto de intrigas, paixões e conflitos que precipitam o trágico eclipse. Uma recriação incrível de um dos períodos mais prósperos dos EUA.

 

Vinte Mil Léguas Submarinas 

Um misterioso monstro está a assombrar os oceanos: destrói navios, mata tripulantes, deixa para trás um rastro de destruição. É então que uma expedição parte em busca de respostas. Ainda assim, este grupo é também apanhado e três homens acabam por cair borda fora do navio. Mas o Professor Aronnax, Conselho e Ned Land não morrem… e são resgatados pelo suposto monstro! Afinal o monstro é um submarino e o capitão Nemo quer tomar aqueles três homens como prisioneiros, enquanto navegam pelos mares.

 

O Senhor das Moscas

Em O Senhor das Moscas, o primeiro e mais conhecido romance de William Golding, trinta rapazes sobrevivem de um naufrágio em que morrem todos os adultos. Enquanto tratam de sobreviver nestas condições, não tardam a criar dois grupos com os respectivos líderes. Ralph torna-se o líder do grupo que se dispõe a construir refúgios e dedicar-se à colheita, enquanto Jack se converte no chefe dos caçadores, animados por um espírito mais aventureiro. Um livro sobre a contraposição entre civilização e barbárie.

 

Os Três Mosqueteiros

A história passa-se em França, no século XVII, durante o reinado de Luis XIII. Os três mosqueteiros Aramis, Porthos e Athos fazem parte da guarda pessoal do rei e conhecem o novato D’Artagnan durante um duelo. Rapidamente, tornam-se amigos inseparáveis e lutam contra os soldados do cardeal Richelieu, inimigo do rei. Inspirado e, factos verídicos, Alexandre Drumas revisita uma época importante da história francesa para contar uma história de aventura, romance e drama.

 

O Conde de Monte Cristo

Edmond Dantés, a personagem principal deste romance de Alexandre Dumas, é um homem bom a quem roubaram a liberdade e o amor. No cativeiro trava amizade com o abade Faria, que lhe oferece ajuda para a fuga. É assim que consegue regressar com uma nova identidade, coberto de riquezas e com uma enorme sede de vingança contra todos os que o traíram. Assumindo-se como Conde de Monte Cristo, aproxima-se da mulher que ama, do amigo que o enganou e do filho que nunca conheceu.

 

Guerra e Paz

Guerra e Paz é um dos melhores trabalhos da literatura mundial. Assinado por Lev Tolstoy, este livro com mais de mil páginas relata-nos um episódio importante da história da Rússia, entre 1805 e 1813: as invasões napoleónicas. Porém, há muito mais do que guerra neste livro. Lado a lado com o campo de batalha conhecemos a serenidade dos salões da aristocracia russa e assistimos a intrigas amorosas entre a jovem Natasha Rostov, o Príncipe Andrei Bolkonshky e Pierre Bezukov.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *