Home / Bibliotecas /

A biblioteca Clementinum em Praga é a mais bonita do mundo

A biblioteca Clementinum em Praga é a mais bonita do mundo

 

Atualmente, a Biblioteca Clementinum continua a ser um verdadeiro exemplo da arquitetura barroca e rocócó, relembrando  a época em que Praga mais floresceu e se expandiu. Porém, mais do que símbolo histórico e arquitetónico,  esta biblioteca continua hoje a receber de todo o mundo visitantes que procuram ver de perto aquela que é considerada a biblioteca mais bonita do mundo.

O facto dos visitantes poderem deambular entre as estantes e verem de perto os livros encadernados torna-se ainda mais excitante quando acrescentamos que, no mesmo edifício, poderá ainda visitar a lindíssima  Capela dos Espelhos e a Torre Astronómica.

Como já deve ter percebido, neste post é sobre a Biblioteca Clementinum que falamos, explicando genericamente quais as características que fazem deste espaço uma verdadeira jóia arquitetónica e que história está guardada entre aquelas paredes e livros.

Clementinum: a biblioteca mais bonita do mundo

Há poucas bibliotecas no mundo que podem competir com o tamanho da Clementinum, ou Klementinum, como se diz em checo. Com a enorme coleção de livros e frescos que podemos encontrar no interior, assim como a história que todos esses documentos viveram, o Clementinum poderá certamente gabar-se (e com orgulho) do título de a “biblioteca mais bonita do mundo”.

Desde 2009, os livros mainstream para utilização pública mudaram-se para uma nova casa, a Biblioteca Técnica Nacional de Praga, de forma a preservar o Clementinum e o seu espaço. Ainda assim,  uma  grande quantidade de livros históricos permaneceu nas suas salas seculares.

Descontos!
 

A história da colecção literária hoje albergada no edifício remonta algures a 1722, quando o edifício era utilizado como universidade pela  Companhia dos Jesuítas. Mas não uma companhia qualquer! Durante anos, esta universidade foi a terceira maior do mundo administrada por esta ordem religiosa.

Hoje em dia, a biblioteca impressionante é o lar de mais de 20.000 livros. O que torna a coleção de livros mais impressionante é o facto de existirem entre as suas estantes alguns exemplares raros, nomeadamente livros que já não conseguiremos encontrar em nenhum outro lugar. Todos os dias, além de receber visitantes de todo o mundo, a biblioteca organiza ainda eventos – entre os quais emblemáticos concertos de música clássica – assim como exposições.

As origens da biblioteca

A história da biblioteca Clementinum remonta ao século XI, quando começou por ser uma capela dedicada a São Clemente. Eventualmente, ainda na Idade Média, um mosteiro dominicano foi fundado dentro do Clementinum, e em 1556, o edifício foi transformado para abrigar a tal universidade jesuíta. Esta terá sido uma iniciativa especialmente apoiada pelo imperador Fernando Habsburg I que, em 1556, recompensou os jesuítas, em Praga, num esforço para aumentar o poder da Igreja Católica Romana.

Em 1773, o Colégio dos Jesuítas tornou-se parte da Universidade Charles, quando os jesuítas cortaram laços com o papa. Foi nesse ano que o Clementinum oficialmente se tornou numa biblioteca, observatório e universidade pela imperatriz Maria Teresa da Áustria.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *