Home / Escritores /

Índia de 80 anos cria dicionário com o dialeto da sua tribo

Índia de 80 anos cria dicionário com o dialeto da sua tribo

 

Algo inédito aconteceu recentemente na Califórnia, Estados Unidos, que prova uma vez mais que a literatura é um importante veículo cultural e pode ser usada para preservar património. Neste post contamos-lhes uma história breve mas muito interessante.

Há cerca de 500 anos, o Condado de Tulare, na Califórnia, era o lar da tribo índia Wukchumi, então composta por 50 mil pessoas. Todavia, com a chegada dos colonizadores europeus às Américas a vida dos colonos sofreu mudanças drásticas. Pouco a pouco, a tribo foi-se dispersando, a população começou a mudar de região e, eventualmente, levou consigo a identidade pela qual a tribo era conhecida.

Hoje, estima-se que restem apenas 200 membros da tribo Wukchumi. Apesar de alguns descendentes desta tribo continuarem a honrar os costumes tribais, a tendência é para que a tribo se vá tornando mais pequena. Isso significa, portanto, que um dia não haverá ninguém capaz de recordar uma cultura inteira.

Como Marie Wilcox decidiu salvar o dialeto Wukchumi

Uma das mulheres que ainda hoje continua a respeitar as tradições Wukchumi tem 81 anos, chama-se Marie Wilcox e é fluente no idioma tribal. Mesmo que se tenha adaptado ao estilo de vida norte-americano, muito diferente daquele em que alguns dos seus antepassados foram cridos, Marie Wilcox tem mantido vivos alguns dos costumes da sua tribo.

Porém, no início da década 2000, decidiu ir mais longe. Com a ajuda da sua filha Jennifer e de um computador, começou a passar para o papel um dicionário do dialeto Wuckhumi, para que que assim conseguisse manter a sua língua viva para a posterioridade.

 

Apesar de terem terminado o dicionário em 2014, mãe e filha preparam-se agora para fazer uma edição áudio do livro. Entretanto, Jennifer aprendeu a língua enquanto ajudava a mãe, o que significa por si só que o objetivo de Marie Wilcox já está a fazer efeito: já transmitiu o conhecimento a pelo menos uma pessoa.

A Global Oneness Project – realizadora de filmes documentais – ficou interessada na história e decidiu fazer um pequeno documentário sobre este trabalho. O documentário, com o título Marie’s DictionaryO Dicionário da Marie – pode ser visto de forma gratuita no Youtube, apesar de alertarmos que só se encontra disponível com áudio e legendas em inglês.


 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *