Home / Literatura de Ficção /

Fã lê fanfic de Harry Potter a acreditar que era a versão original

Fã lê fanfic de Harry Potter a acreditar que era a versão original

 

Já imaginou como seria se a magia de Harry Potter fosse completamente arruinada para si por um infeliz erro de impressão? Bem, foi o que aconteceu a Chris Chappell, um empresário que trabalha em Nova Iorque, num programado chamado China Uncensored, e que há bem pouco tempo decidiu dar uma hipótese aos livros de Harry Potter, de J. K. Rowling.

O interesse pela história do Rapaz Que Sobreviveu nunca tinha chamado a sua atenção durante os 10 anos em que os filmes passaram pelos cinemas e no frenesim que surgia entre os fãs aquando do lançamento de um novo livro. No entanto, quando viu um excerto do filme a bordo de um avião, percebeu que o enredo tinha de facto algo de interessante e cativante e decidiu dar uma hipótese.

Graças a uma promoção que encontrou na Internet, conseguiu comprar os sete livros e começou a lê-los. Tudo decorreu na normalidade ao longo dos quatro primeiros, mas quando chegou ao quinto volume, Harry Potter e a Ordem de Fénix, a história começou a sofrer algumas reviravoltas inesperadas.

Uma fanfic de Harry Potter… muito peculiar

“A minha primeira reacção foi: Meu Deus, a puberdade chegou mesmo a Hogwarts!”, disse Chappel em entrevista à imprensa, quando a sua história se tornou viral. Ao partilhar os detalhes chocantes do enredo com uma amiga através de mensagens, Shelley Zhang – que é fã de Harry Potter há anos e colega de trabalho de Chris Chappell – percebeu que algo estava muito mal naquele versão do livro.

Em primeiro lugar, nesta versão do livro o primo de Harry, Dudley, após ser enfeitiçado com a maldição Imperius para que salte do telhado da sua escola. Logo aqui Shelley disse ao seu amigo “Não sei o que estás a ler, mas não é a Ordem de Fénix.” As coisas começam a piorar daqui para a frente.

O Harry Potter desta história, mesmo tendo apenas 15 anos, é já uma personagem bastante matura e envole-se amorosa e sexualmente com a sua amiga, Hermione Granger. Os fãs da saga sabem que ao longo dos livros não existem cenas de sexo, uma vez que se trata esta de uma leitura para um público infanto-juvenil. No entanto, mais aterrador que a cena Harry/Hermione é uma cena onde, alegadamente, Draco Malfoy e Ginny Weasley encenam uma cena de violação.

 

Necrofilia é também um tema presente nesta versão da história. Segundo contou Chris Chappell, esta é uma hipótese considerada para forçar Harry a juntar-se a Lord Voldemort, quando Ron e Draco debatem entre si a possibilidade de matar Hermione Granger e de usarem sexualmente o seu cadáver para torturar Harry, uma vez que a maldição Cruciatus parece não funcionar nele.

À medida que Chris foi contando mais detalhes desta versão de Ordem da Fénix, vamos tendo acesso a certas reviravoltas do enredo: o livro começa com Hermione a enviar ao Harry uma foto em biquíni; os vilões encantam raparigas em Hogwarts para que se sintam atraídas pelo Harry; e o Ron, o melhor amigo do Harry, quase não surge no livro, uma vez que anda a ser evitado pelos seus dois amigos.

Chappell disse que sabia que os livros ficavam cada vez mais sombrios com o passar do tempo, mas que achou que as cenas de sexo explícitas eram, de facto, demais para uma história voltada para crianças.

Já Zhang disse que Chappell realmente parecia um pouco impressionado enquanto lia o livro, mas que suspeitou que isso estivesse a acontecer devido às múltiplas reviravoltas que acontecem em Harry Potter e a Ordem de Fénix. Após muitas reacções na Internet, e da história se tornar viral no Twitter, ficou mais do que comprovado que esta versão do livro era de facto uma fanfiction com o títul Harry Potter and the Psychic Serpent.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *