Home / Literatura de Ficção /

Fire and Blood: os dragões de George R. R. Martin vêm aí

Fire and Blood: os dragões de George R. R. Martin vêm aí

 

Para grande consternação de alguns fãs que, desde 2011, esperam ansiosamente pelo sexto volume da saga A Canção de Gelo e Fogo, o escritor George R. R. Martin anunciou no seu blog, no dia 22 de julho, que o livro continua por concluir. Numa altura em que a sétima temporada da popular série inspirada nos livros se encontra a ser transmitida, e que já nos conta partes da história que vai acontecer nos livros, o escritor revela que o livro está ainda a meses de distância de ser terminado.

No entanto, o que causou alguma frustração entre os fãs foi perceber que George R. R. Martin não está propriamente a dar prioridade à escrita do livro. Outros projectos têm disputado a sua atenção e, apesar de ter deixado claro em 2016 que Winds of Winter era a sua prioridade, acabamos por saber que afinal vem aí Fire and Blood, muito provavelmente em 2018, que nos irá revelar a história detalhada dos reis Targaryen que conquistaram Westeros usando os seus dragões e construíram assim a dinastia mais problemática e escandalosa de sempre.

Mesmo que esteja ansioso para ler Fire and Blood – que será dividido em dois volumes, dada a sua extensão – confesso que senti alguma desilusão, quase como se George R. R. Martin nos tivesse traído a todos nós, leitores. Eu, que sempre fui um defensor de George R. R. Martin e do seu processo criativo, senti mesmo que ele estava a brincar com os nossos sentimentos quando fez este anúncio. Recordo-vos que Winds of Winter é oficialmente o livro que mais tempo tomou ao escritor: mais de seis anos.

Quando decidi escrever este artigo hoje não era com o intuito de fazer outro desabafo, mas sim de partilhar convosco em que consiste o livro Fire and Blood. Nos próximos parágrafos partilharei alguma da informação que recolhi, mas também alguma informação que eu próprio absorvi a partir dos trabalhos publicados por George R. R. Martin acerca da dinastia Targaryen.

Fire and Blood: em que consiste esta nova obra?

Há já alguns anos que se sabia que Fire and Blood estava na cabeça de George R. R. Martin. Muitos fãs, aliás, começaram por chamar ao livro GRRMarillion, numa referência ao livro Silmarillion de J. R. R. Tolkien, que nessa obra documenta a história detalhada da Idade Média. No entanto, todos davam como certo que este livro só chegaria às lojas depois da saga ser dada por concluída. Bem, parece que não.

George R. R. Martin tem escrito algumas novelas complementares, que funcionam como contos, que são publicadas em antologias com textos de outros escritores. Cada um desses textos tem-se focado na dinastia Targaryen, portanto alguns detalhes emergiram já acerca da obra.

Eu, por exemplo, li recentemente The Rogue Prince – um texto focado na personagem de Daemon Targaryen, um príncipe com um comportamento errático, e que causou vários polémicas na corte – e The Princess and the Queen – uma documentação da infame guerra que resultou na morte de inúmeros dragões e que é popularmente conhecida como A Dança dos Dragões. Para os leitores que sentem saudades de Westeros, tenho a certeza que ambos os textos de que falei ajudarão a preencher esse vazio que estes seis anos nos deixaram.

 

O primeiro volume de Fire and Blood, que terá cerca de 200 mil palavras, vai documentar a história dos Targaryen desde que Aegon o Conquistador alcançou os Sete Reinos e os conquistou ao lado das suas irmãs Visenya e Rhaenys.

Entre os vários capítulos já confirmados para este volume está o Herdeiros do Dragão, um texto com cerca de 17 mil palavras que se irá focar em Jahaerys Targaryen e na crise de sucessão que se seguiu à morte dos seus filhos. O texto de The Rogue Prince usa já uma parte deste texto.

O capítulo que se segue vai focar-se então na Dança dos Dragões e sabe-se que o seu título será: A Morte dos Dragões. Às 30 mil palavras já publicadas no conto The Princess and the Queen, sabe-se que acrescerão mais 30 mil palavras, o que promete fazer desta história uma verdadeira narrativa. Na verdade, dadas as circunstâncias da publicação e o facto da HBO estar a falar já de 5 spin-offs de Game of Thrones, não me admirava nada se um deles se focasse na Dança dos Dragões e em todas as intrigas familiares e políticas, batalhas, mortes e relações que resultaram deste período.

O conto The Sons of the Dragon, que será publicado também como conto na antologia The Book of Swords (cuja publicação está prevista para outubro de 2017) irá ainda focar-se nos reinados dos reis Aenys I e Maegor I, os descendentes de Aegon. Entretanto, podemos esperar muito material inédito ainda neste livro.

No post que fez no seu blog, George R. R. Martin disse ainda que o segundo volume, que terá ainda muito trabalho pela frente, cobre a história do reinado de Aegon III até a Rebelião de Robert, que encerrou a dinastia Targaryen. Embora nenhuma data de publicação tenha sido definida ainda para este primeiro volume, o autor está optimista de que chegará às livrarias entre o final de 2018 e início de 2019.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *