Home / Literatura /

7 dicas para convencer os seus amigos a ler um livro

ler um livro

7 dicas para convencer os seus amigos a ler um livro

Muitos de nós enquanto leitores somos frequentemente confrontados com um problema: mais ninguém no nosso grupo de amigos gosta de ler, ou partilha sequer interesse pelo mundo da literatura. Mesmo que as escolas estejam a prezar cada vez mais os hábitos de leitura dos mais jovens, fomentando esta prática quase como algo divertido a fazer nos tempos livres, o esforço parece não ser suficiente.

Em 2016, um estudo realizado nos Estados Unidos pela Pew Research dava conta de que 1 em cada 4 americanos não tinha lido nem um livro no ano anterior. Na nossa opinião, este dado estatístico é causa para alarme, já que pode dizer respeito não apenas à realidade nos EUA mas ao que se passa em todo o mundo. E não é difícil perceber porquê: a quantidade de conteúdos e fontes de entretenimento a disputar pela nossa atenção é infindável, ao ponto de que muitas pessoas admitirem mesmo que preferem esperar por adaptações televisivas ou cinematográficas de livros do que ler as obras em primeiro lugar.

Procurando contornar esta tendência, fizemos um exercício entre nós para tentar perceber que estratégias usar para convencer alguém a ler um livro. Não importa se é um amigo, um colega de turma ou de trabalho, uma namorada ou namorado ou até mesmo um familiar. Já de seguida pode encontrar 7 dicas para subtilmente os incentivar a pegar num livro.

7 dicas para convencer os seus amigos a ler um livro

1 – Leia livros você mesmo

Quem ler esta primeira dica pode achar que é bastante generalista, mas na verdade não há nada como formar uma identidade como leitor e ser identificado facilmente pelo tipo de livros que lê. Mesmo que aqueles que o rodeiam não leiam, o simples facto de o conhecerem a si e de saberem que gosta, por exemplo, de Harry Potter e livros de fantasia, será um fator determinante para que se sintam mais compelidos em conhecer essas histórias que você tanto aprecia.

Os clássicos devem também constar na sua lista de leitura. Mais do que obras de culto, são títulos que a maior parte das pessoas conhece porque fazem parte da cultura popular. Ao ler tais obras estará dotado de conhecimento sobre as mesmas e poderá intervir ativamente numa conversa sempre que o assunto surgir ou relacionar temas discutidos no livro com tópicos de conversa totalmente diferentes. Ao mostrar que conhece o livro irá gerar valor junto a potenciais leitores, mesmo que estes ainda não se tenham convertido ao poder da literatura.

2 – Chame a atenção nas redes sociais

Com tantas redes sociais à nossa disposição, por que não partilhar com os nossos amigos aquilo que andamos a ler ou a nossa opinião sobre aquele livro que acabamos ontem? Para além disso, pode ainda criar um perfil no Goodreads – uma rede social criada para leitores – e integrar as atualizações que aí fizer diretamente com o Facebook e Twitter. Numa realidade onde estamos constantemente a partilhar conteúdos nas redes sociais, por que não partilhar conteúdos sobre livros? Experimente ainda partilhar certos excertos que lhe chamaram a atenção.

3 – Fale-lhes do seu livro favorito… constantemente

Tente falar com os seus amigos sobre um livro de que gosta especialmente. Obviamente que nenhum deles saberá do que está a falar, mas se usar as palavras certos conseguirá prende-lo e a partir daí desenvolver toda uma nova conversa. Fale um pouco sobre o seu livro, descreva o enredo, as personagens, o estilo de escrita, tudo o que for capaz de apelar diretamente ao interesse do outro. Se tal se justificar, mencione o facto de que o livro é curto e o autor tem um estilo de escrita informal. Os adolescentes normalmente gostam disso por soar mais comercial e transparecer a ideia de que a leitura pode ser divertida e não tem de ser obrigatória.

4 – Escreva corretamente até mesmo nos chats

É óbvio que quem lê livros está diretamente exposto a um tipo de linguagem cuidado que, à partida, estará livre de qualquer erro ortográfico ou gramatical. Sem nos apercebermos, isto acaba por condicionar o nosso próprio estilo de escrita, na medida em que passamos a reconhecer com mais facilidade certos erros textuais. Por essa mesma razão, é importante que demonstre que sabe escrever nos chats e mensagens de texto. Se o seus amigos usam texto abreviado ou cometem erros com frequência, perceberão rapidamente que há algo de diferente na forma como está a falar e que isso é uma consequência da leitura.

5 – Ofereça livros

Esta é uma regra que sigo mais ou menos todos os anos: dar livros aos meus amigos e familiares, em qualquer ocasião, seja aniversário ou Natal. Claro que de vez em quando vou variando no tipo de presentes que ofereço, mas por norma todos sabem o que esperar de mim quando veem um embrulho: um livro. Mas cuidado, não ofereça a um não-leitor um livro qualquer. Se a sua missão é estimular a leitura procure encontrar um título que apele diretamente aos interesses da outra pessoa e que lhe permita uma leitura curta, rápida e divertida.

6 – Não seja agressivo

Sabemos que pode estar bastante frustrado por não ter amigos que leem com regularidade, ou que se recusam a ver os benefícios de uma boa leitura, mas isso não significa que cometa o erro de iniciar uma discussão ou de tentar impingir hábitos de leitura a toda a força. Passado um tempo, torna-se irritante quer para os outros, quer para si e tudo o que menos queremos é que se zangue sem necessidade.

7 – Peça a opinião sobre um determinado parágrafo

Incentive um amigo a dizer-lhe o que pensa acerca de uma frase ou parágrafo específico e tente iniciar um debate sobre as principais ideias mencionadas. Faça um esforço para encaixar determinadas frases e parágrafos com temas do interesse para o seu amigo, nomeadamente momentos que tenham vivido em conjunto ou temas da atualidade.

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *