Home / Literatura /

Goodreads: quais foram os melhores livros do ano?

Goodreads: quais foram os melhores livros do ano?

 

O Goodreads lança anualmente o mesmo desafio: quais foram os melhores livros do ano? Críticos à parte, aqui quem manda são os leitores. São precisamente estes que elegem os Goodreads Choice Awards que assim distinguem o melhor do ano em cada categoria.

Para fazer a súmula de 2015, foram contabilizados 3 milhões de votos que nos permitem saber quais foram, de facto, os melhores livros: da ficção aos filmes de terror, sem esquecer as bandas desenhadas e a até a poesia.

Este é um dos prémios que, ao contrário de outros, tem em consideração o voto dos leitores, permitindo um resultado livre de julgamentos. A democracia dos livros ditou e os resultados foram mais ou menos supreendentes. Analisemos a lista.

Goodreads: quais foram os melhores livros do ano?

Ficção: Vai e Põe uma Sentinela de Harper Lee

Embora muitos considerem este o pior livro de 2015, a verdade é que Vai e Põe um Sentinela de Harper Lee bateu recordes de vendas e foi eleito como o melhor livro de ficção do ano. Este livro funciona como uma sequela a Mataram a Cotovia! e mostra-nos um Atticus Finch diferente, depois de receber a visita da sua filha, agora crescida e protagonista desta breve história.

 

 

 

Mistério e Thriller: A Rapariga no Comboio de Paula Hawkins

Além de ter sido eleito como o livro do ano de Mistério e Thriller, A Rapariga no Comboio de Paula Hawkins foi também consagrado como o livro mais vendido da Amazon em 2015. Este livro obscuro, que tem como pano de fundo a cidade de Londres, mostra-nos a história de Rachel e a forma como é apanhada num mistério que envolve o seu ex-marido, a sua nova esposa e o casal simpático que ela vê todos os dias a partir do seu lugar no comboio. Leia a crítica que fizemos ao livro aqui.

 

 

Ficção histórica: O Rouxinol de Kristin Hannah

Em O Rouxinol, damos por nós a no pequeno vilarejo de Carriveau, em França do ano 1939. Partindo do contexto histórico como base para a história, Kristin Hanna conta-nos a sua versão dos factos pelos olhos de Vianne Mauriac, uma mulher que se despede do marido sem acreditar que, dentro de pouco tempo, as forças nazi vão invadir o local onde vivem. A restante obra é um relato de resistência que mostra  a difícil convivência entre a população local e os invasores. Muitas vezes, a escolha certa não é a mais segura.

 

Jovens adultos: Por Lugares Incríveis de Jenniffer Niven

A vida perfeita de Violet Markey dá uma reviravolta quando sofre um acidente de carro com a irmã. Única sobrevivente do acontecimento fatal, Violet culpa-se a si mesma pelo que acontece e procura uma forma de seguir em frente. Neste caminho depressivo, encontra Theodore Finch, um rapaz também ele depressivo e vítima de bullying. O que os une? O desejo de pôr termo à vida. Juntos, decidem alterar os seus planos e partir “Por lugares incríveis”.

 

 

Memórias e Autobiografia: Work in Progress de Connor Franta

Work in Progress (cuja tradução seria Trabalho em Curso) é um livro de memórias intimas de Connor Franta no seu ainda curto percurso. Quem não conhece o nome, provavelmente não está familiarizado com os mais recentes fenómenos do YouTube. De forma muito sucinta, este jovem de de 23 anos começou como vloger na rede social e hoje é uma das personalidades mais importantes. Do humor à filantropia, este é sem dúvida uma caso de sucesso que inspira jovens adultos, mas não só.

 

 

Poesia: The Dogs I Have Kissed de Trista Mateer

Depois de um youtuber, a lista do Goodreads Choice Awards contempla também uma blogger. A eleita é Trista Mateer que vai já na sua segunda coleção de poesia. Com 24 anos, a jovem é conhecida por abraçar temas que tocam os mais jovens em poemas brilhantes que exploram assuntos sempre polémicos como a religião e a sexualidade. Tudo com grandes doses de criatividade e, neste caso, também com alguma mágoa em relação a relações passadas. Se está de coração partido, The Dogs I Have Kissed (Os Cães que Tenho Beijado) é o livro para si.

 

 

Humor: Why Not Me? de Mindy Kaling 

No livro Why Not Me?, Mindy Kaling – conhecida produtora, atriz e argumentadora – partilha de forma cómica a sua constante viagem para encontrar satisfação em ser adulta. Desde amores no trabalho à procura de novas amizades em espaços solitários, Mindy Kaling procura ainda mostrar que, fora os estereótipos, é possível ter um lugar em Hollywood mesmo quando ninguém se parece contigo.

 

 

 

Não-ficção: Modern Romance de Aziz Ansari

Hilariante, mas reflectivo. É assim que podemos descrever Modern Romance, um livro do ator e comediante Aziz Ansari, conhecido do público pela participação em Parks and Recreation e, mais recentemente, em Masters of None. Ao longo do livro, Ansari escreve-no sobre o quão difícil pode ser o caminho para encontrar o amor. Do primeiro encontro à altura em que decidem juntar os trapos, tudo é equacionado. De acordo com o autor, graças à tecnologia, nunca antes foi tão fácil encontrar um parceiro. Mas, se assim é, porque é que andamos todos tão frustrados?

 

 

Histórico e Biografia: A Última Viagem do Lusitânia de Erik Larson

Em plena Primeira Guerra Mundial, um navio de luxo parte de Nova Iorque rumo a Liverpool, com um número recorde de crianças e bebés a bordo. Mesmo após a Alemanha ter declarado as águas em redor da Grã- Bretanha como zona de guerra, os passageiros encontram-se seguros e confiantes. A Última Viagem do Lusitânia capta o drama e o poder emocional de um episódio trágico cujos pormenores profundos e o seu real significado foram, durante décadas, obscurecidos pela História.

 

Descontos!
 

 

Ciência e Tecnologia: Beneath the Surface: Killer Whales, SeaWorld, and the Truth Beyond Blackfish de John Hargrove

Durante mais de duas décadas, John Hargrove trabalhou com 20 espécies diferentes de baleias em dois continentes e em ramos diferentes do SeaWorld norte-americano. Para Hargrove, tornar-se treinador de baleias foi a concretização de um sonho de infância. No entanto, à medida que a sua experiência com baleias se aprofundou, Hargrove começou a duvidar que as suas necessidades fossem realmente satisfeitas em cativeiro. E decidiu mudar toda a filosofia que orientou a sua carreira. Em Beneath the Surface, denuncia verdades terríveis do mundo da biologia marinha.

 

Romance: Confess de Colleen Hoover

Com uma carreira acalmada nos livros românticos, Collen Hoover não desiludiu quando perto do início do ano nos brindou com Confess, um livro que atingiu o número um como bestseller do New York Times e que nos brindou com a história de Auburn Reed, uma rapariga de 21 anos que tenta reconstruir a vida depois de ter perdido tudo o que para ela era importante. É então que conhece Owen, mas também ele guarda um terrível segredo que precisa de lhe confessar.

 

 

Ficção Científica: Golden Son de Pierce Brown

Na categoria de Ficção Científica, o destaque foi para um o segundo livro da trilogia The Red Rising. Assinada por Pierce Brown, Golden Son dá continuidade à história de Darrow, personagem principal que trabalhava nas escavações de Marte enquanto pensava num futuro melhor para os seus descendentes. Embora seja ficção-científica, o livro é uma crítica a uma sociedade com valores em decadência, à semelhança daquilo que encontramos em The Hunger Games (Os Jogos da Fome).

 

 

Fantasia: Trigger Warning: Short Fictions and Disturbances de Neil Gaiman

O muito aclamado e vencedor de vários prémios, Neil Gaiman, regressou ao mundo da publicação com a sua terceira compilação de contos fantásticos. Neste livro, que os fãs muito aplaudiram, conhecemos várias histórias de fantasia, entre as quais um conto inédito de Deuses Americanos, intitulado Black Dog, que foi escrito exclusivamente para este volume. Um livro a ter por qualquer fã do autor e do género.

 

 

Horror: Saint Odd de Dean Koontz

Este é o final e sétimo livro da saga Odd Thomas, uma série de livros contados por Dean Koontz que, submergindo os leitores num universo obscuro, consegue usar as palavras para construir verdadeiro horror. Neste livro, o circo regressa a Pico Mundo, o mesmo espetáculo que veio à cidade quando Odd tinha apenas dezasseis anos. Atraído pata uma tenda onde descobre uma múmia egípcia que inicia toda uma nova (e derradeira) aventura.

 

 

Graphic Novels e Banda Desenhada: Saga, Volume 4 by Brian K. Vaughan e Fiona Staples

O volume número 4 de Saga foi o escolhido pelos leitores do Goodreads como o melhor exemplar na categoria de Graphic Novels e Banda Desenhada. Com assinatura do conceituado Brian K Vaughan, escritor de banda desenhada (de X-Men a Batman) e argumentador de séries como Lost e Under the Dome. Nesta obra trabalhou com Fiona Staple e, como é já habitual, apresentou-nos a novos mundos e novos adversários.

 

 

Gastronomia e Livros de Culinária: The Pioneer Woman Cooks: Dinnertime de Ree Drummond

A hora do jantar é a ocasião perfeita para reunir a família e amigos e saborear os mais deliciosos pratos. Não há a pressa do pequeno-almoço ou a brevidade do almoço: é uma refeição mais longa e que se pode saborear nas calmas. De acordo com os leitores do Goodreads, o livro que mais jeito fez na cozinha em 2015 foi o The Pioneer Woman Cooks: Dinnertime de Ree Drummond. Um livro a não perder se quer preparar cozinhados deliciosos e rápido!

 

Fantasia & Ficção Científica para Jovens Adultos: Queen of Shadows de Sarah J. Maas

Neste livro, que é o quarto da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas, vemos a protagonista Celaena Sardothien partir numa jornada para se vingar dos homens que destruíram a sua vida. Este é o último passo a cumprir antes de assumir a herança que lhe foi deixada, descoberto no final do último livro. Em Portugal, esta saga muito acalmada está a ser publicada pela Editorial Presença, que editou já o primeiro título.

 

 

Crianças & Ensino Básico: The Sword of Summer de Rick Riordan

Rick Riordan conquistou uma legião de fãs com os seus livros sobre mitologia. A sua mais emblemática saga é Percy Jackson, o rapaz que descobre que é um semi-deus e que partilha laços de sangue com deuses do Olimpo. Nesta nova saga, eleita como o melhor livro do ano para criança no ensino básico, acompanhamos Magnus Chase, numa aventura pela mitologia nórdica.

 

 

 

Livros de Imagens: The Day the Crayons Came Home de Drew Daywalt e Oliver Jeffers

The Day the Crayond Came Home é sequela do livro The Day the Crayons Quit. Com grandes doses de humor e imagens que prometem arrancar grandes gargalhadas, a história começa no dia em que Duncan recebe um postal dos seus lápis de cor que tinha perdido há já muito tempo. Alguns deles ele já nem sabia que existiam, achava que estavam perdidos para sempre ou tinham sido deixados num qualquer canto lá de casa.

Autor de Estreia no Goodreads: A Rainha Vermelha de Victoria Aveyard

A Rainha Vermelha da jovem escritora Victoria Aveyard foi eleito como o livro do ano de um autor a estrear-se no mercado literário. Neste livro, seguimos a história de Mare, uma simples rapariga que rouba para sustentar a sua família, e que se vê atirada para um jogo de conspirações, jogos de poder e magia. Uma mistura perfeita entre The Hunger Games, Game of Thrones e Cinderella.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *