Home / Literatura /

10 dicas simples e fáceis para motivar crianças a ler

10 dicas simples e fáceis para motivar crianças a ler

 

Como leitores, sabemos que é nas páginas de um livro que aprendemos muito sobre o mundo que nos rodeia. Além do mais, vários estudos têm comprovado que hábitos de leitura em criança são fundamentais para desenvolver as capacidades cognitivas.

A nossa compreensão, assim como a capacidade individual para assimilar conhecimento (seja a nível profissional ou pessoal), é especialmente estimulada pelos livros que lemos. É por isso mesmo que educadores e pais por todo o mundo procuram incutir nas crianças, mesmo antes de conseguirem ler por si mesmas, o hábito de ler livros.

Algumas crianças aceitam bem este tipo de entretenimento, deixando-se conquistar por histórias e personagens. Outras, porém, não suportam os livros ou preferem outro tipo de entretenimento, como jogos em computador ou desenhos animados na televisão. Se é o caso do seu filho ou de uma criança com que lida frequentemente, então talvez esteja na altura de investir noutra estratégia em vez de lhe tentar impingir sempre um livro.

Neste post, apresentamos algumas sugestões para que consiga explicar a uma criança a importância da leitura e motivá-la a pegar num livro e a apreciar uma história.

Como motivar crianças a ler? Aqui tem 10 dicas

1 – Conheça a criança

Antes de mais, se quer que a criança leia, precisa de a conhecer. Não, não estamos a querer dizer que você não conhece o seu próprio filho. O que queremos dizer é que precisa de conhecer precisamente aquilo de que gosta. Que temas o fascinam mais? Que tipo de histórias gosta de ver em filmes e desenhos animados? É ao traçar esta espécie de perfil de “gostos pessoais” que vai saber ao certo que tipo de livros deve sugerir ao seu filho. Se for uma história apelativa, então a leitura será certamente mais fácil.

2 – Aumente a curiosidade

As crianças nem sempre se deixam convencer se lhes disser “Olha, aqui está um livro parecido com o desenho animado que vês na televisão.” Colocar-lhe o livro nas mãos nem sempre é suficiente. Se a criança até então não lê, então nada garante que vai começar a ler só porque aquele livro em questão é parecido com algo de que já gosta. Portanto, alimente a curiosidade ao longo do tempo, até que o seu filho decida pegar no livro sozinha. Conte-lhe aqui que acontece mais à frente na história, como são as personagens, que a leitura é fácil, entre outros.

3 – Relembre as Viagens

Costuma fazer viagens ou passeios com o seu filho? Conhecer novos lugares preenche a mente das crianças com memórias que ficam para a vida. E porque não presenteá-lo com um livro que o faça recordar essas mesmas viagens? Existem todo o tipo de livros sobre viagens, cheios de cor e com informação interessante e apresentada numa escrita leve, que promete conquistar os mais pequeninos.

 

4 – Mantenha livros sempre por perto

Se quer que o seu filho leia, então comece por manter sempre por perto livros para que possa encontrar uma história quando a vontade ou momento surgir. Ao manter por perto a sua estante de livros, está também a preparar a criança para que esteja a habituada a ter livros na sua vida.

5 – Crie um cantinho da leitura

Se o seu filho tem um espaço próprio para ver televisão e para jogar jogos de computador, então porque não ter também um espaço para ler? Não precisa de fazer grandes investimentos ou de remexer na decoração lá em casa. Basta preparar um cantinho, próximo da estante, talvez decorá-lo com um puff ou uma cadeira confortável. Basicamente, um espaço onde a criança quer estar por se sentir bem a ler uma história.

6 – Pense em alternativas de leitura

Não se prenda à ideia de pôr o seu filho a ler grandes livros, cheios de letras e sem imagens. Embora as melhores histórias estejam, por norma, em livros neste tipo de formato, às vezes é necessário ter um pensamento estratégico e pensar noutras formas de promover a leitura. E que tal uma banda desenhada, por exemplo? As cores, os desenhos e os diálogos em balões funcionam quase como um desenho animado e estimulam o gosto pelo leitura. Pode ainda optar pelas revistas. Hoje, os quiosques estão repletos de revistas infanto-juvenis, assinadas pela Disney, pelo Canal Panda ou por outros editores de entretenimento. Fora artigos e conteúdos concebidos propositadamente para o público infantil, estas revistas costumam ainda trazer brindes que todas as crianças adoram.

7 – Leia com as crianças

E porque não ler com as crianças? Esta é uma prática antiga mas que tem caído em desuso. O típico momento de contar uma história “antes de ir para a cama” tem preparado gerações para o hábito da leitura assim que aprendem a ler e escrever na escola. Não ler com as crianças não precisa de acontecer apenas antes de ir dormir. Porque não sentar-se no sofá com o seu filho a ler um livro  em vez de ligar a televisão?

8 – Dê o exemplo

Está cientificamente comprovado que as crianças seguem os exemplos que veem nos pais ou nas figuras de autoridade mais próximas. Assim sendo, faz todo o sentido que você leia livros se quer que o seu filho também os leia. Mostre-lhe que tem sempre um livro na mesinha de cabeceira e, quando ler à frente dele, tente mostrar através de gestos e expressões faciais o quão prazeroso pode ser o hábito de ler.

9 – Teste o conhecimento do seu filho

Ao terminar um livro ou uma história, não deixe que esse seja o último capítulo. Porque não pegar em tudo aquilo que aprendeu para fazer, por exemplo, um quiz com a criança e verificar se percebeu a história? Ou fazer até mesmo uma espécie de debate para discutir as melhores partes do livro? Além do mais, isto serve como um processo de reflexão e interiorização de toda a informação recentemente adquirida.

10 – Crie histórias

E porque não criar histórias que possam ser lidas pelo seu filho e até mesmo passadas entre os seus amigos? Isto não ocupa muito tempo da sua parte. Basta sentar-se no computador durante uma hora ou duas para passar para o papel uma história básica sobre uma viagem que tenham feito, um episódio familiar ou dar mesmo asas à imaginação e criar uma história fantástica. Peça ainda dicas ao seu filho, pergunte-lhe o que gostava de ver no papel e o que gostava de ver numa história.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *