Home / Arte /

Descubra agora 15 grandes músicas inspiradas em livros

Descubra agora 15 grandes músicas inspiradas em livros

 

Quando as artes se conectam, o resultado é sempre grandioso. Dizem que a música faz bem para a alma. E quando ela é baseada na magia dos livros, o resultado pode ser ainda mais fantástico. Existem uma série de canções inspiradas em obras literárias e aqui neste post tem 15 exemplos.

Quer descobrir quais livros incentivaram a produção de canções famosas pelo mundo? Leia em baixo e prepare-se para entrar num mundo musical cheio de referências literárias!

Lista de 15 músicas inspiradas em livros

1 – 1984 – David Bowie

A lista começa com um dos maiores ícones do rock mundial, e o nome da música já revela a inspiração: veio do livro 1984 de George Orwell. Inicialmente, o camaleão do rock queria fazer um musical baseado no livro, mas os direitos de uso não foram cedidos pela viúva de Orwell.

Cheio de ideias, como sempre, David Bowie usou suas inspirações para o musical e produziu o álbum “Diamond Dogs” que inclui a canção homónima à obra do escritor, com uma letra que fala sobre opressão e controle de pensamento. Uma homenagem digna!

2 – Paranoid Android – Radiohead

Quem é fã da série O Guia do Mochileiro das Galáxias de Douglas Adams, deve ter percebido a inspiração. O título da música da banda inglesa faz alusão ao personagem Marvin, O Andróide Paranóide, o robot que está constantemente deprimido e entediado por ser super inteligente, mas que precisa realizar tarefas que não exigem nem 1% do seu cérebro.

3 – Pet Sematary – The Ramones

Mais um título com referência direta ao livro. Originalmente, o livro “O Cemitério” de Stephen King se chama Pet Sematary. Os Ramones foram responsáveis pela trilha sonora do filme “Cemitério Maldito”, versão cinematográfica do livro de King lançada em 1989, e foi assim que a canção nasceu. Obviamente, assim como o livro e o filme, a música se tornou um grande hit.

4 – Rocket Man – Elton John

Um dos maiores sucessos do Sir Elton John foi baseado no conto “The Rocket Man” de Ray Bradbury, e que faz parte do livro “The Illustrated Man”. A música, que foi considerada uma das 500 melhores canções de todos os tempos, fala sobre um astronauta que precisou deixar sua vida na Terra para uma missão espacial.

Inclusive, esse ano será lançado o filme com o mesmo nome da canção em questão, e que será baseado na história de Elton John. Fica a dica!

5 – Admirável Chip Novo – Pitty

A baiana Pitty lançou a música e o álbum de mesmo nome em 2003, inspirados no livro Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley.

Assim como a obra fala de um futuro distópico onde as pessoas são controladas por um regime totalitário, a canção é um protesto contra uma sociedade que atualmente encontra-se robotizada, apenas seguindo as regras que lhe são impostas.

6 – Monte Castelo – Legião Urbana

“O amor é o fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer”. A epopeia Os Lusíadas de Luís Vaz de Camões é uma obra épica que inspirou Renato Russo ao escrever “Monte Castelo”.

O líder da banda Legião Urbana trouxe alguns recortes dos sonetos do livro na letra, que também tem referências da Bíblia Sagrada.

7 – The Sound of Silence – Simon & Garfunkel

A música da dupla, lançada em 1964, fala sobre a falta de amor e comunicação entre as pessoas. Porém, Paul Simon diz que a letra foi inspirada no livro Fahrenheit 451 de Ray Bradbury, mais uma distopia que fala sobre autoritarismo. Na obra, fala-se de um futuro onde tudo é controlado pela televisão e pessoas não têm mais acesso a leituras.

8 – Amor I Love You – Marisa Monte

Conhecida na voz de Marisa Monte, “Amor I Love You” foi escrita por Carlinhos Brown e contém uma passagem famosa do livro “O Primo Basílio”, de Eça de Queiroz, recitada por Arnaldo Antunes: “Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente!

Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!”

9 – Hurricane – Bob Dylan

Bob Dylan escreveu um dos seus grandes êxitos baseado na autobiografia de Rubin “Hurricane” Carter, chamada The Sixteenth Round. A extensa letra, composta de 99 versos, conta a história da busca pela inocência do lutador de boxe, que queria fugir da prisão e da condenação por uma série de assassinatos que ele não cometeu.

10 – Bell Jar – The Bangles

A banda de pop rock formada por 4 mulheres e que fez muito sucesso durante os anos 80 lançou uma música baseada no livro A Redoma de Vidro, único romance escrito por Sylvia Plath (originalmente, chamado “Bell Jar”). O título do livro, assim como a letra da canção, traz uma metáfora sobre a angústia na vida de quem convive com a depressão.

11 – Firework – Katy Perry

Esta é bem surpreendente! Katy Perry revelou, numa entrevista feita em 2010, que a letra de Firework é inspirada no livro “On The Road – Pé na Estrada” de Jack Kerouac, mais exatamente no trecho que diz: “Para mim, pessoas mesmo são os loucos, os que estão loucos para viver, loucos para falar, loucos para serem salvos, que querem tudo ao mesmo tempo, aqueles que nunca bocejam e jamais dizem coisas comuns, mas queimam, queimam, queimam como fabulosos fogos de artifício”. Ponto para a cantora pop!

12 – Video Killed the Radio Star – The Buggles

O primeiro clipe a ser tocado na MTV foi esse hit dos The Buggles, que fala sobre o fim da “era de ouro” da rádio, quando a carreira do personagem da música é interrompida por conta da nova era do vídeo. Trevor Harn, membro da banda, escreveu a letra após ler o conto The Sound-Sweep de JG Ballard, que fala sobre uma cantora de ópera que vive uma decadência em sua carreira.

13 – Same Drugs – Chance the Rapper

Até mesmo Chance the Rapper escreveu músicas baseadas em livros! A letra de Same Drugs, que cabe aqui ressaltar que é sobre amores e não sobre drogas (!), traz uma referência clara ao conto Peter Pan de J. M. Barrie. Afinal, de onde mais poderia vir o trecho falando: “Quando você mudou? Wendy, você envelheceu. Pensei que você nunca iria crescer”?

14 – Caçador de Mim – Milton Nascimento

Milton Nascimento possui inúmeras grandes canções. Porém, “Caçador de Mim” tem um ponto especial: a letra foi baseada no livro O Apanhador no Campo de Centeio de J.D. Salinger, um clássico da literatura do século XX que retrata a vida de um adolescente e suas reflexões acerca dessa fase tão difícil, de adaptação entre a infância e a vida adulta.

15 – Don’t Stand So Close to Me – The Police

Fechando a lista com um pouco mais de rock, chegamos ao The Police. A letra de “Don’t Stand So Close To Me” traz um trecho que diz: “Ele começa a se mexer e tossir como aquele velho homem naquele livro do Nabokov”, uma menção ao célebre e polêmico romance Lolita de Vladimir Nabokov, que também teve uma versão adaptada para o cinema.

Depois de uma lista cheia de clássicos da música baseados em livros de literatura mundial, fica a dúvida: será que deu mais vontade de montar uma playlist musical ou de devorar todas as obras citadas?

NOTA: Este artigo foi publicado originalmente no Blog Mundo de Músicas com o título 15 músicas inspiradas em livros para turbinar a sua playlist

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
AdobeStock

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *