Home / Escritores /

O Último Paraíso: à procura do sonho americano na Rússia

O Último Paraíso: à procura do sonho americano na Rússia

 

O mais recente livro do escritor espanhol Antonio Garrido já se encontra nas livrarias portuguesas. O livro O Último Paraíso, vencedor do Prémio de Romance Fernando Lara, é inspirado em factos reais, à semelhança daquilo a que o autor nos habituou com bestsellers como A Escriba e O Leitor de Cadáveres. Trata-se de um thriller histórico sobre um homem que acredita no sonho americano, mas que, para o viver, será obrigado a fugir dos EUA da Grande Depressão e ir para a União Soviética estalinista.

Em O Último Paraíso, Antonio Garrido narra com habilidade a contraposição de mundos, valores e ambições da época, baseando-se numa longa investigação sobre esse período, acerca do qual escreve na parte final do livro.

O livro abre em 1929, focando-se no jovem e experiente Jack Beilis, um norte-americano que se orgulha de ter o seu próprio carro, que usa fatos feitos à medida e que frequenta os melhores clubes de Detroit. Mas a crise brutal que nesse ano atingiu a América atirou-o, como a milhares de compatriotas, para os braços da fome e do desespero.

Forçado a sair do país após cometer um crime, foge para a União Soviética, o império idílico onde a todos era igualmente garantido o direito à felicidade, sem suspeitar dos insólitos incidentes que o destino ainda lhe reserva.

Inspirado em acontecimentos reais, este thriller combina magistralmente factos históricos, suspense e romance, resultando numa extraordinária reinvenção do mito do sonho americano.

Descontos!
 

Uma recriação muito próxima de acontecimentos históricos menos conhecidos e típicos da sociedade, uma vez que estamos a falar de cidadãos norte-americanos que emigraram dos Estados Unidos para a Rússia para escapar à grande crise provocada pela queda de Wall Street em 1929.

A maioria destes emigrantes viajava totalmente enganado, deixando-se levar por propaganda que prometia um mundo melhor e mais justo: o tão prometido Último Paraíso.

De forma brilhante o autor consegue contar uma história triste e humana sobre a superação de adversidades e a ultrapassagem de sonhos que não se concretizaram. Nascido em Linares em 1963, Antonio Garrido estudou Engenharia Industrial e leciona na Universidade Politécnica e na Universidade CEU Cardenal Herrera, ambas em Valência. O Leitor de Cadáveres foi muito bem acolhido pela crítica, tendo recebido o Prémio Internacional de Romance Histórico ‘Ciudad de Zaragoza’, um dos mais importantes galardões do género.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *