Home / Literatura /

30 provérbios portugueses que provam o valor da sabedoria popular

provérbios portugueses

30 provérbios portugueses que provam o valor da sabedoria popular

A sabedoria popular passa de boca em boca, de geração em geração e vai-se reformulando e assumindo novos significados ao longo do tempo. Mas a verdade é que persiste e continua a ser utilizada, acrescentando pitadas de humor a situações banais do dia-a-dia ou, por vezes, mostrando-se como argumento para suportar uma ideia.

No blog Mundo de Livros prezamos todo o tipo de literatura, inclusive aquela que, mesmo não merecendo um lugar no papel, é transmitida oralmente. Certos provérbios estão tão bem construídos a nível morfológico que, mais do que rimar ou de nos fazerem torcer a língua, são musicais. Isto, claro, para não falarmos sequer dos significados ocultos entre metáforas tão bem conseguidas.

Por isso mesmo, neste post apresentamos a todos os nossos seguidores alguns dos melhores provérbios portugueses. E lançamos um desafio: Quantos deles é que conhecem?

Conhece estes provérbios populares portugueses?

1 – Amigos, amigos, negócios à parte

2 – Um olho no peixe, outro no gato

3 – Deus tem mais para dar do que o diabo para tirar

4 – O seguro morreu de velho

5 – O preguiçoso trabalha dobrado

6 – Quem não quer ser lobo não lhe vista a pele

7 – Em terra de cego quem tem um olho é rei

8 – Um dia da caça, outro do caçador

9 – Não adianta chorar sobre leite derramado

10 – Águas passadas não movem moinho

11 – O pior cego é aquele que não quer ver

12 – Apressado come cru

13 – Plantar verde para colher maduro

14 – Quem ri por último, ri melhor

15 – Filhos criados, trabalhos dobrados

16 – À noite, todos os gatos são pardos

17 – Depois da batalha aparecem os valentes

18 – Não adianta lamentar a morte da bezerra

19 – Deus ajuda quem cedo madruga

20 – Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher

21 – Quem bate esquece; quem apanha, não

22 – A esperança é a última que morre

23 – De boas intenções o inferno está cheio

24 – Em casa de ferreiro o espeto é de pau

25 – Quando um não quer, dois não brigam

26 – Os últimos serão os primeiros

27 – Se ferradura trouxesse sorte, burro não puxava carroça

28 – Manda quem pode, obedece quem tem juízo

29 – Pau que nasce torto nunca se endireita

30 – O homem é senhor do que pensa e escravo do que fala

Quantos destes provérbios costumam dizer ou ouvir durante o dia-a-dia? Queremos saber nos comentários!

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *