Home / Literatura Fantástica /

As outras aparições de Sherlock Holmes na literatura

As outras aparições de Sherlock Holmes na literatura

 

O escrito britânico Arthur Conan Doyle é hoje recordado pela sua célebre personagem: o detetive Sherlock Holmes. Apesar de uma bibliografia repleta de ensaios, poemas e romances histórias, foram os contos policiais que fizeram do médico escocês um nome marcante da literatura do Reino Unido.

Apesar de ter morrido a 7 de julho de 1930, o trabalho de Conan Doyle permanece hoje vivo de uma forma que o autor nunca poderia ter imaginado. O impacto provocado pela personagem de Sherlock Holmes continua a atrair milhares de fãs à rua de Baker Street, em Londres e a receber inúmeros investimentos por parte de estúdios de televisão e cinema. Além do êxito da série Sherlock da BBC e da série Elementar da CBS, as salas de cinema já receberam dezenas de filmes que adaptam os contos do detetive.

Porém, a personagem também tem vivido através da literatura, em obras que voltam a dar vida a Sherlock Holmes mesmo que não sejam assinadas pelo autor britânico. Neste post apresentamos-lhe uma lista de livros que pode ler para voltar a encontrar o detetive de Baker Street.

6 livros para voltar ao mundo de Sherlock Holmes

Uma Solução Sete por Cento, por Nicholas Meyer

Nicholas Meyer é bem conhecido por ter realizado dois filmes da saga Star Trek. Porém, a sua obra literária pouco tem a ver com as estrelas. A inspiração, no início da carreira, veio 100% de Baker Street. O título do seu primeiro livro, de 1974, é uma referência a um dos romances de Doyle, O Signo dos Quatro. Nesta obra, Holmes tenta lidar com o vício da cocaína na concentração de 7%. Na história, contada segundo a perspetiva do Dr. Watson, Sherlock vai até Viena, na Áustria, para procurar a ajuda de um famoso psicólogo que o ajudará a pôr um fim ao vício da droga. Quem é este psicólogo? Nada mais nada menos que Sigmund Freud.

Sherlock Holmes vs. Dracula, por Loren D. Estleman

Loren D. Estleman é um jornalista norte-americano especialmente conhecido por escrever livros Western. Porém, Estleman já se afastou do género pelo menos três vezes para escrever livros centrados em Sherlock Holmes. No seu livro mais conhecido, com o título Sherlock Holmes vs. Dracula, de 1979, somos introduzidos a um misterioso crime. O capitão de um navio é encontrado morto num porto da Inglaterra: todo o seu sangue foi drenado. O responsável, claro está, é o Conde Drácula, que é investigado por Holmes. Uma história peculiar que mistura o género policial com o fantástico.

Novas Aventuras Científicas de Sherlock Holmes, por Colin Bruce

Este é o livro perfeito para quem gosta de ciência e matemática, já que o físico Colin Bruce oferece um meio termo tentador entre os dois campos académicos. Nas novas aventuras do detetive inglês, somos introduzidos aos casos ardilosos que envolvem empresários, jogadores e vigaristas. Cada um destes casos é desvendado seguindo conceitos da probabilidade, da estatística e da teoria dos jogos. Tudo é explicado número por número.

Descontos!
 

The Mammoth Book of New Sherlock Holmes Adventures, por Vários Autores

The Mammoth Book of New Sherlock Holmes Adventures, infelizmente, ainda não se encontra traduzido para português. Porém, nesta antologia assinada por várias mãos, somos introduzidos a inúmeros contos que têm Holmes como protagonista. Nomes como Stephen Baxter, H. R. F. Keating, Michael Moorcock, Amy Myers e outros escritores de romances policiais e de ficção científica assinam estas histórias inéditas de Sherlock Holmes e de Dr. Watson.

Sherlock Holmes: Biografia não autorizada, por Nick Renninson

E que tal uma biografia, mesmo que não seja autorizada, de Sherlock Holmes? Foi mesmo essa a ideia de Nick Renninson, o autor que publicou o livro Sherlock Holmes: Biografia não autorizada logo em 2006, misturando com a maior naturalidade possível episódios reais da história da Inglaterra com os incontáveis casos solucionados pelo detetive. A obra canônica de Doyle é fortemente considerada, assim como algumas das aparições do detetive em livros assinados por outros autores. A leitura é de tal forma imersiva que se torna difícil acreditar que Sherlock Holmes não existiu mesmo.

Sherlock Holmes no Japão, por Vasudev Murphy

Neste livro o autor Vasudev Murphy leva Sherlock Holmes até ao Japão para uma aventura que tem lugar em 1893. O motivo da viagem é muito preciso: encontrar o professor Moriarty, o principal antagonista de Sherlock Holmes que tem planos para dominar o mundo. A obra, que faz uma boa ambientação da vida nos países asiáticos no século XIX, foi muito aplaudida mas não agradou os leitores mais conservadores, uma vez que muitos elementos das histórias originais são distorcidos.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *