Home / Cultura e Sociedade /

Obra clássica sobre economia política de Marx reeditada no Brasil

Obra clássica sobre economia política de Marx reeditada no Brasil

Share this article

A Editora Contracorrente publicou a tradução do livro O Capital de Marx, numa versão assinada pelos professores de economia Ben Fine e Alfredo Saad Filho. Lançada originalmente em 1975, a obra está atualizada e segue amplamente reconhecida como a grande introdução ao documento histórico O Capital, de Karl Marx.

Desde que a teoria da economia política de Karl Marx foi publicada nos 3 complexos livros que formam O Capital, variadas interpretações surgiram para tentar explicar – e muitas vezes distorcer – os conceitos criados pelo filósofo alemão.

Esta obra torna-se ainda mais premente com as mudanças introduzidas pela nova economia digital, onde o comércio electrónico, as plataformas de apostas, como a 22Bet, por exemplo, casinos e jogos online, mudaram por completo a maneira como consumimos produtos e serviços num mundo capitalista.

É neste sentido e dentro deste contexto que se dá a relevância editorial da tradução brasileira do livro O Capital de Marx, dos professores de economia Ben Fine e Alfredo Saad Filho.

Na sua 6ª edição, a obra é amplamente reconhecida como a principal introdução a teoria econômica-política de Marx, e se tornou um clássico universal. Traduzida em muitas línguas, ela resume e explica, de forma didática, os principais conceitos da economia política de Marx exatamente como foi apresentada em O Capital.

A economia política de Marx à luz da atualidade

Embora publicado originalmente em 1975, O Capital de Marx (disponível nas Livrarias Online) não ficou parado no tempo. Ao contrário. A cada edição, os autores revisam o texto para adequá-lo às novas realidades mundiais, tanto económicas quanto políticas, e aplicam a teoria das relações de classe e da exploração do capitalismo de Marx, assim como os conflitos aos quais elas dão origem, para propor respostas alternativas de enfrentamento aos problemas gerados pelo capitalismo global.

Trata-se, portanto, de uma obra clássica com questionamentos aos problemas atuais como a financeirização da economia, o neoliberalismo e a crise advinda destes dois modelos. “O livro é altamente recomendado não apenas para iniciantes, mas para qualquer pessoa interessada na aplicabilidade da teoria marxista no capitalismo contemporâneo”, afirma o geógrafo e teórico social britânico David Harvey.

A tradução do livro conta com 2 prefácios, um específico para a edição brasileira e o da 6ª edição em inglês.

Neste último, os autores explicam que os objetivos do livro são “abstratos e ambiciosos”. Segundo Ben Fine e Alfredo Saad Filho, a obra analisa e explica os elementos cruciais da crítica mais sustentada, consistente e intransigente já feita do capitalismo como um sistema – a qual foi, originalmente, desenvolvido por Karl Marx. “Conforme o capitalismo luta para conter sua crise mais recente, crescem a relevância e a urgência dos escritos de Marx – e também a sua popularidade”.

Já no prefácio brasileiro, os autores propõem que a obra sirva de inspiração para uma “ação em massa informada coordenada e organizada para enfrentar esses e outros problemas importantes de nossa época, entre eles o desemprego estrutural, a pobreza em meio à abundância, a disseminação de doenças curáveis ou controláveis (…), o analfabetismo funcional, a opressão cultural, étnica e económica e outros problemas”.

O livro, de 216 páginas, é composto por 15 capítulos. O primeiro traz um breve histórico sobre Marx, os teóricos que o influenciaram e o método utilizado por ele. Os demais explicam os principais conceitos da economia política criada pelo filósofo alemão como mais-valor (ou mais-valia), o capital e a exploração, a acumulação do capital, entre vários outros. E os dois capítulos finais são dedicados a dois temas da atualidade: financeirização, neoliberalismo e crise e O Marxismo e o Século XXI.

Sobre os autores

Ben Fine é professor Emérito de Economia da SOAS, Universidade de Londres, e Professor Visitante da Wits School of Governance, Universidade de Witwatersrand, África do Sul. Ele publicou 300 artigos e 30 livros, ganhando os prêmios Deutscher e Myrdal de livros, e é presidente da Iniciativa Internacional para a Promoção da Economia Política (IIPPE.org).

Alfredo Saad-Filho é professor Titular de Economia Política e Desenvolvimento Internacional do King’s College London. Ele foi economista sénior da UNCTAD, em Genebra, e ensinou em universidades e instituições de pesquisa em nove países. Suas publicações includem 10 livros e 150 artigos e outras obras académicas, especialmente sobre a economia política Marxista, políticas económicas distributivas, e a crítica do mainstream.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *