Home / Cultura e Sociedade /

Breve História sobre o Sexo na Literatura

Breve História sobre o Sexo na Literatura

by beatdigital

Share this article

O amor e as relações sempre foram um tema recorrente em qualquer livro. Desde o mais clássico até o menos popular. E o fato é que este tipo de arte sempre capturou mundos imaginários e histórias com infinitas possibilidades. Um bom livro é aquele que é capaz de nos prender, envolver e imergir em seus escritos.

Mas assim como acontece na realidade, as relações, a atração e o amor têm mudado ao longo dos anos. Dos poetas que usaram metáforas para se referir ao mais puro desejo sexual aos autores atuais que conseguem descrever em detalhes um encontro sexual com uma acompanhante quente e sensual em São Paulo. Desde o “verde que te quiero verde” de Federico García Lorca e o direto e cru Bukowski até E.L. James, Anna Todd ou Megan Maxwell entre outros.

Censura e tabu

Há alguns anos, era bastante normal encontrar referências a sexo, mas de uma forma pejorativa, ou seja, na forma de alusões ou explicações de relações proibidas, furtivas, abusos e até mesmo prostitutas. Estes eram geralmente personagens muito pobres, que viviam da pior maneira. Como pode ser visto em histórias como “O Doce Veneno do Escorpião”, de Bruna Surfistinha.

Embora outras grandes histórias que ousavam narrar o que na época ninguém admitiria em voz alta fossem perseguidas pela lei. Não há muito tempo atrás, era reprovado mostrar e se aprofundar nos desejos mais obscuros.

Apesar disso, a literatura erótica se desenvolveu e evoluiu. E mesmo outras obras, não pertencentes a este gênero, também incluíram algumas cenas ou referências ao prazer físico. Este é o caso de The Lover de Marguerite Duras, The Love Diaries de Anaïs Nin, The Ages of Lulu de Almudena Grandes, Ulysses de James Joyce e Madame Bovary de Gustave Flaubert, entre muitos outros exemplos.

 

Mais além do Kamasutra

Já se foram os dias em que uma cena de sexo explícito causava grandes escândalos. Esses contos íntimos de relações ocultas, obscuras e proibidas com belas acompanhantes brasileiras em Várzea Grande estão agora em vitrine na maioria das livrarias. E até mesmo inúmeras adaptações de filmes foram realizadas.

Alguns deles têm sido muito bem sucedidos e bem recebidos pelo público em muitos países. Este é o caso das sagas 50 tons de cinza de E.L. James e After de Anna Todd. Nas quais são recontadas numerosas cenas sexuais e até mesmo a nudez.

O Kama Sutra, um livro sexual por excelência, está perdendo destaque para muitos outros hoje em dia. Livros que narram e explicam o desejo, o amor e a atração em todos os seus aspectos.

No caso específico de Brasil, quando se trata de explorar o mundo do prazer íntimo e físico, é importante conhecer vários nomes. Grandes nomes da cena nacional como Jorge Amado (Tieta), Roberto Drummond (Hilda Furacão), Nelson Rodrigues (Toda Nudez Será Castigada), entre outros, podem ser citados.

 

A magia das palavras

Em um mundo muito mais liberal, onde a condição da mulher empoderada foi normalizada, é natural que isso seja transferido para o mundo literário. Nele, as experiências pessoais e os valores das profissionais garotas de programa de Palmas, e de qualquer pessoa sexualmente ativa, são misturados com imaginação, criatividade e desejo de tornar as obras uma realidade.

Histórias capazes de expressar e fazer com que as pessoas sintam mais, às vezes, do que a própria realidade. E essa é a magia das palavras. Quanto mais se vive, descobre, experimenta e fala, mais estas possibilidades se expandem.

Sexo, atração, desejo e relacionamentos fazem tanto parte do amor quanto o próprio corpo. Isto também é introduzido no mundo da literatura. Sensualidade e erotismo fazem parte e completam a sexualidade de cada pessoa.

E não apenas na literatura, mas também em propagandas e outros tipos de arte. Uma amostra do anseio e desejo de aprofundar o aprendizado sobre o corpo humano e a mente.

Novas oportunidades

Tanto é assim que até mesmo novos géneros e subgéneros literários como o Young adult (Jovem Adulto) estão sendo desenvolvidos e criados. Porque são precisamente essas pessoas que parecem ter adquirido um interesse especial em desenvolver mais profundamente as relações humanas.

O setor da fantasia juvenil já está começando a incluir este tipo de cenas mais ou menos subtis. Em muitas ocasiões, eles usam e mostram um grande vocabulário e recursos para descobrir este tipo de encontro. Demonstrando assim a riqueza do próprio idioma.

Apesar da pandemia e de tudo o que infelizmente aconteceu nos últimos anos, a literatura ainda é muito popular em todo o mundo. A venda de livros aumentou, assim como a criação de obras e a leitura online.

A cada dia existem mais e mais plataformas e aplicações onde é possível ler gratuitamente e até mesmo qualquer pessoa pode escrever e compartilhar seus escritos. Além das redes sociais. É por isso que é fácil prever um futuro brilhante para a literatura. Porque, como no caso da sexualidade humana, ainda há muito a explorar e desenvolver.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published.