Home / Clássicos da Literatura /

Vladimir Nabokov: a sensibilidade por detrás da controvérsia

Vladimir Nabokov: a sensibilidade por detrás da controvérsia

by Eduardo Aranha

Share this article

É em St. Petersburgo, no dia 23 de Abril de 1899, que nasce Vladimir Nabokov. Numa época em que a Rússia se começava a transformar lentamente, Vladimir nasce no seio de uma família abastada, que encoraja os seus filhos a imaginar e pensar sem limitações. Com uma educação refinada, prestada por um tutor particular, o jovem Vladimir Nabokov aprende várias línguas (aprende a escrever em inglês antes de saber escrever russo!), matemática, puzzles e pratica ainda futebol e boxe.

lolita-nabokovMesmo assim, o jovem russo é delicado e sensível: a sua paixão por borboletas é prova disso mesmo. Aos 11 anos, entra na escola e rapidamente estuda estes delicados insetos, tema que mereceu a sua curiosidade ao longo da vida e que fez dele um sério especialista na matéria ainda na juventude. O interesse pela escrita e artes literárias não chegou muito depois. Em 1914, com cerca de 15 anos, publicou o seu primeiro livro de poemas.

É então que, por esta altura, os ânimos aquecem na Rússia e a família Nabokov sofre um terrível abalo. Estamos em 1917 quando a Revolução Russa tem início e o regime autocrático do Czar Nicolau II é violentamente abolido. O pai de Vladimir Nabokov (que não muito antes tinha participado num movimento que propunha a democracia para a Rússia) vê as suas terras e fortuna confiscadas pelo regime comunista.

A família devastada foge então para Londres (Inglaterra) à procura de um recomeço. Esta foi uma altura de novas oportunidades. Em 1919, ao completar 20 anos, o jovem Vladimir Nabokov é aceite na Universidade de Cambridge e prossegue os seus estudos em literatura russa e francesa. Terminado o curso, parte para Berlim, onde a família permanecia após o violento assassinato do seu pai às mãos de um monarquista.

As borboletas de Nabokov…

Em 1925, Vladimir casa com Vera Slonim e juntos têm um filho, Dmitri, que viria mais tarde a tornar-se cantor lírico. Entretanto, o autor russo vai escrevendo e ganhando a vida dando aulas de boxe, ténis, línguas e, surpreendentemente, construindo palavras-cruzadas para jornais. Traduções, poemas e contos também fizeram parte desta fase da sua vida, vendendo-os a jornais, embora assinasse com o nome V. Sirin.

Em 1940, a família mudou-se para os EUA, onde Nabokov aceitou um cargo como professor de línguas na Universidade de Stanford. É aí que, entre 1941 e 1948, dá aulas e se torna a pouco e pouco num prestigiado especialista em literatura e… insetos, experiência que culminaria na descoberta de uma borboleta até então desconhecida!

…e a Lolita polémica

Apesar da escrita fazer parte do seu dia-a-dia, o sucesso alcançado com os seus livros e publicações nunca alcançaram o sucesso que veio posteriormente com Lolita. A célebre e infame história de um professor que se apaixona por uma aluna de 12 anos é descrita em Lolita, abordando de forma triste e satírica o tema da pedofilia, num verdadeiro clássico da literatura mundial. A polémica causa pela publicação foi tal que houve mesmo livrarias a banir a obra das suas estantes, facto que o tornou mais popular ainda.

[wptubemonetizer video=’-tKm9mLEDJk’ width=’100′ height=’70’ showcontrols =’2′ description=’Lolita (1962) – Trailer’ buttontext =’CLIQUE PARA ASSISTIR AO FILME COM REALIZAÇÃO DE STANLEY KUBRICK’ buttonurl =’https://amzn.to/1MuzdFh’ buttoncolor=’blue’]

 

Em 1962, quando o livro foi adaptado para o ecrã, Nabokov escreveu o argumento da película e graças a todo o lucro gerado até então pelo livro e pelo filme, o autor russo decidiu deixar o ensino e dedicar-se de corpo e alma à escrita. Em 1960, deixa em definitivo os EUA, instalando-se na Suíça, onde acabaria por morrer 17 anos mais tarde, com 78 anos.

Pode encontrar todas as obras de Vladimir Nabokov na Amazon ou na Fnac

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *