Home / Cultura e Sociedade /

Hermann Scheer explora o conceito de Economia Solar

hermann scheer

Hermann Scheer explora o conceito de Economia Solar

 

Parece não haver dúvidas: graças ao aquecimento global, o perigo das alterações climatéricas está cada vez mais eminente. O fenómeno da globalização estendeu-se à economia e, sendo assim, tudo aquilo que afeta o outro lado do mundo tem consequências diretas na vizinhança mais próxima.

Como sabemos, a maior parte da energia consumida pela população mundial é gerada a partir de combustíveis fósseis, cujas substâncias poluentes podem resultar numa rutura ambiental com reflexos nos mais diversos campos da sociedade.

Ao ritmo dos dias de hoje, as necessidades de consumo energético têm levado a um desenvolvimento industrial que culmina numa sobre-exploração dos combustíveis fosseis. O resultado é um cenário pouco positivo, em que as probabilidades de ficarmos sem energia aumentam a cada minuto.

A ideia passa, por isso, por criar alternativas às formas tradicionais de produzir e consumir recursos energéticos. Falamos, obviamente, de fontes renováveis, das quais se destaca a energia solar. E é neste contexto que importa falar de The Solar Economy: Renewable Energy for a Sustainable Global Future de Hermann Scheer.

O livro inclui uma lista de factos sobre energia solar, assim como uma amostra dos vários tipos de recursos renováveis que existem no mercado. Mas este é só um início de uma obra que defende a necessidade e as vantagens de criar aquilo que chamamos de Economia Solar.

Indicado tanto para especialistas como para iniciantes, The Solar Economy: Renewable Energy for a Sustainable Global Future dá uma resposta clara e completa a todos os que querem saber mais sobre energias limpas.

The Solar Economy de Hermann Scheer

the solar economyConsiderado como um dos livros mais importantes sobre recursos renováveis, The Solar Economy, de Hermann Scheer, foi inicialmente lançado no ano de 2004. Ainda que desde então tenha havido um grande desenvolvimento do nicho de mercado solar, tudo aquilo que o autor alemão afirmou é aplicável aos dias de hoje.

De acordo com alguns especialistas, este é mesmo ‘o livro mais importante do século XXI’. Muito embora isto seja discutível, a verdade é que a mensagem deixada nas páginas de The Solar Economy merece, sem dúvida, ser lida.

O livro fala de futuro, deixando claro que é importantíssimo levar a cabo uma nova revolução industrial onde os combustíveis fósseis são substituídos por energias limpas e renováveis. O resultado seria uma nova ordem global, onde uma consciência ambiental se aplica às diversas áreas da sociedade, da política à economia.

Ao apresentar factos de forma científica e não exagerada, The Solar Economy foi capaz de se destacar dos outros livros do género, onde se apresentam versões exageradas da realidade, quase próximas às de um cenário apocalíptico. Pelo contrário, o livro é indispensável para todos aqueles que querem entender a relação que existe entre o ambiente e a economia.

Destacando a importância da energia solar, o autor sublinha que existe um leque muito alargado de fontes renováveis que podemos usar. Ao longo do livro, são exploradas todas as suas potencialidades, nomeadamente no que diz respeito à sua eficiência e custos. A par disto, há também uma comparação com a indústria petrolífera.

Quem foi Hermann Scheer?

Hermann Scheer destacou-se como autor, criador de novas políticas e líder global no campo das energias renováveis. Toda a sua vida, o alemão trabalhou para que se criasse uma consciência global virada para a importância da sustentabilidade. Hermann Scheer faleceu no ano de 2010. Tinha então com 66 anos.

Membro do parlamento alemão desde o ano de 1980, Scheer foi presidente do EUROSOLAR – uma associação europeia sem fins lucrativos para as energias renováveis – e do World Council for Renewable Energy (WCRE). Nas próprias palavras do autor, a sua motivação era a ‘compaixão pela justiça social causada pela ideia de que está a fazer aquilo que é certo. O meu objetivo nunca foi tornar-se um cidadão privado e individual, sempre quis participar, desenvolver e desenhar a sociedade’.

O trabalho nacional e internacional valeu a Hermann Scheer várias distinções. Entre elas, o prémio da revista TIME, que criou um lista dos Heróis do Século Verde. Em 1998, o autor de The Solar Economy venceu World Solar Prize e, em 1999, o Right Livelihood Award (considerado como ‘o prémio Nobel Alternativo’).

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *