Home / Biografias /

Biz Stone e as coisas que um passarinho lhe contou

Biz Stone e as coisas que um passarinho lhe contou

 

Embora pudessem parecer inicialmente uma brincadeira, a verdade é que as redes sociais tornaram-se num fenómeno tão grande que acabaram por alterar para sempre a forma como comunicamos. Em Coisas que um Passarinho me Contou, Biz Stone volta às origens do Twitter para explicar toda a história por detrás da plataforma.

Mais do que um livro sobre o sucesso, esta é a história do homem e das circunstâncias que levaram à criação da rede social. Para quem não o conhece, Christopher “Biz” Stone é um empreendedor que, mesmo antes de ser conhecido, já o era. Atualmente com 40 e poucos anos, o co-fundador do Twitter começou como técnico informático em empresas como a Square e a Beyond Meat.

Paralelamente, o então jovem Stone ingressou em vários projetos, mas nem todos tiveram nem o sucesso, nem a visibilidade que ele pretendia. A certa altura, Biz Stone decidiu mudar-se para Sillicon Valley. A mudança não se deu porque estava à procura de emprego, mas porque sentia a necessidade de se reinventar.

O atingir dos objetivos chegou na altura em que conheceu Jack Dorsey e Evan Williams, com quem viria a desenvolver a plataforma de microblogging. Antes disso, Biz Stone tinha já trabalhado num projeto semelhante, o Xanga, que era um plataforma de blogs para jovens adolescentes.

Parte do percurso até que nascesse o Twitter está agora contado no livro Coisas que um Passarinho me Contou. Lançada no ano de 2015, a obra condensa uma série de peripécias que culminam num “triunfo não da tecnologia, mas da humanidade”.

Biz Stone: uma lição para empreendedores

Em vez de um manual histórico, o livro deve ser encarado como uma lição de empreendedorismo e persistência. Nas páginas de Coisas que um Passarinho me Contou cruzam-se os motivos que levaram à criação do Twitter, assim como os conceitos por detrás do sucesso daquela que é uma das maiores plataformas de comunicação do mundo.

coisas-que-um-passarinho-me-contou-mundo-de-livrosUsando a sua própria experiência como exemplo, Biz Stone pretende auxiliar todos aqueles que procuram lançar o seu caso de sucesso. Ao longo de cerca de 200 páginas, o co-fundador do Twitter e especialista das novas tecnologias fala da sua própria vida pessoal e salienta como esta foi importante.

Mais do que um conjunto de bits e bytes, o Twitter é um sucesso graças ao seu lado humano. O objetivo foi transpor as relações pessoais para o universo da Internet, simulando as conversas e interações do dia-a-dia. Neste contexto, a experiência pessoal de Biz Stone e os acontecimentos que de alguma forma o marcaram serviram como pilar para uma experiência maior.

Traduzindo o espírito de Sillicon Valley, Coisas que um Passarinho me Contou resume a vontade necessário para transformar uma pequena startup num fenómeno de sucesso à escala planetária.

“Por vezes, quando criamos uma empresa, não temos mais nada a não ser uma ideia. E há ocasiões em que nem isso temos – apenas a suprema confiança que um dia essa ideia surgirá”, afirmou Biz Stone numa entrevista de promoção do livro.

Indicado para todos aqueles que pretendem criar um projeto próprio, Coisas que um Passarinho me Contou é um conjunto de lições obrigatórias, dadas por um exemplo de sucesso que todos podemos seguir.

 

Partilhar este artigo

Deixar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *